Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

31
Out 04
Eu sei que os portugueses parecem não pensar muito quando se toca a eleições, seja do que for. Optam por escolher aquele em quem votam há mais de 10 anos e já está. Muitas vezes os ideais políticos já estão mais que ultrapassados, mas como também não estão para ouvir o que os outros defendem ficam-se pelo mesmo. É tipo como no futebol. Mesmo que a merda continue a acumular-se defende-se com garras e dentes, mesmo sem razão, o clube escolhido. E dar o braço a torcer é o mesmo que ser traidor!

Nos Estados Unidos passa-se exactamente o mesmo ou ainda pior. As eleições presidenciais começam em dois dias. Kerry e Bush estão, segundo as últimas estatísticas taco a taco. Existem mais de dez estados indecisos que podem dar a vitória a um ou a outro. Enquanto isso não acontece os candidatos vão insultando-se, defendendo os seus ideiais e fazendo campanha até ao último minuto.
De um lado Kerry, liberal, com ideias recentes, algumas até muito progressistas, mas com uma figura e um passado que até agora pouco inspirou os americanos. Do outro Bush. Um idiota, que vive ainda antes dos anos oitenta, que pensa que a guerra é a solução para grande parte dos problemas mas que infelizmente consegue convencer quase metade de um país rural, ultraconservador, que continua a achar que um beijo na boca, na televisão, antes das seis da tarde devia ser proibido.

Dois pontos de vista, que infelizmente podem decidir os destinos deste mundo. Por isso a grande importância destas eleições para todo o Globo! Porque elas podem simplesmente decidir se vamos continuar a levar com atentados ou não!

Por mim o macaco Bush, há muito que devia ter levado um tiro. Não há ninguém mais demagogo, mais rídiculo, conservador e a viver no século passado do que este senhor- ok, há o paulo Portas, mas o poder desse senhor é quase infimo, por isso não temos, para já que nos preocupar!- Um homem que só vê cifrões (parece até o nosso Durão quando se fala em cifrões!), petróleo e tiros de pistola como no Oeste. que pelos seus ideiais, não os do país está a por toda a gente em jogo. A Europa já decidiu: Adeus Bush... mas o próprio país está indeciso.
E se for como há quatro anos, depois daquelas confusões no estado da Flórida que podiam ditar quem vencia... e que segundo centenas de analistas tudo foi viciado, para que Bush ficasse com o rabinho sentado na Casa Branca, podemos bem preparar-nos para o pior. O Macaco vai lá fica mais 4 anos!
publicado por Psyhawk às 10:54

30
Out 04
Acho que as agruras da vida sempre passaram por mim um pouco à distância. Não sei se isso é bom ou é mau, mas certamente me fizeram quem sou hoje. Como sou física e espiritualmente, não importa o quantas outras pessoas nos queiram mudar, impor a sua vontade ou transformar-nos. Por isso, ver alguém, como hoje vi, uma pessoa muito próximo de mim sofrer, abalou-me muito. E acho que isso sim mudou-me. Ainda não sei bem como. Há qualquer coisa aqui que mexeu, ou para a direita ou para a esquerda, mas de uma forma ou de outra abalou tudo o resto. Quem eu era já não será mais (embora ache que as pessoas digam isto demasiado!)... e nada tem a ver com os meus lamentos sobre a idade, a vida, os amigos, etc e tal, que já para aqui escrevi centenas e centenas de vezes. Tem a ver somente comigo.
E isso está-me a fazer confusão. Estou a pensar mais do que devia. E está a doer. Espero ter coragem para aceitar tudo o que vai mudar ( porque vai quer eu queira quer não!), mas alguma vez, como uma amiga minha ainda hoje me disse, tinha que ser. A mortalidade assim no obriga!

Atenção... não estou a morrer, a lamentar-me ou a querer assustar ninguém.
É apenas uma constatação, um desabafo.
publicado por Psyhawk às 21:38

Tenho muito para conversar mas pouco para escrever!

Esta é a frase mais emblemática desta semana
Por isso escrevi-a aqui!
Adoro-a!
publicado por Psyhawk às 10:46

Quinta Feira pode ter sido o dia do suplício nacional. Apanhar com três cargas de água em cima, certamente quer dizer alguma coisa não? Estará o mundo todo a virar-se contra nós, até o idiota do S.Pedro?
É provavelmente a sensação mais estranha, ter um chapéu de chuva que não serve para nada, porque a chuva consegue, de forma quase mágica passar por todos os buracos que deixamos desprotegidos e entrar e infiltra-se por todo o lado. Posso dizer que mudei duas vezes de roupa, para além da original... já não dava mais. Os meus ténis desse dia não andavam...faziam chuixxx de tanta água que comportaram. Eu sei que ainda agora começou o tempo chuvoso, mas peço já a todos os santinhos do Universo: TRAGAM O VERÃO!
publicado por Psyhawk às 10:44

29
Out 04
Acho que devo continuar a escrever sobre casados e solteiros que gera polémica
mas no fim o que queria dizer (e que tão poucos entenderam) é que todos são pessoas, mas com velocidades diferentes. Nada mais que isso. Não interessa se se divertem ou não. os dramas é que são diferentes.
nada de dramas! Ok?
publicado por Psyhawk às 17:13

26
Out 04

Sinto que o mundo à minha volta anda a duas velocidades muitos diferentes e que nem sempre se compreendem. Duas forças que seguem em direcções opostas por momentos mas que de alguma forma ou de outra eventualmente voltam a seguir os mesmos caminhos. E subitamente até se sobrepõem! Confusos Óptimo! Expliquemos então.


 Os solteiros: Lutam por conseguir uma casa que lhes chegue e que não os arruine. A maior parte tem o coração demasiado riscado para se afortunar demasiado, mesmo assim procuram alguém com quem se conectar... o pior é que são cada vez menos as possibilidades. E as perguntas sobre um futuro casamento, feitas pelos parentes hávidos sempre de uma boquinha livre, parecem nunca mais sessar! Há ainda a vontade de se realizarem profissionalmente que parece que ocupa um grande espaço na vontade. Há claro a liberdade, o jogo de cintura e a capacidade da independência...


Os casados: a casa e o carro já cá cantam. Seguem-se agora os filhos. Um, dois, três... Há muito que os problemas do coração seguiram outras vielas e agora são as finanças que os preocupam. Gostam da paz, do sossego e de desenhar a vida para que não haja sarilhos no futuro lá á frente. Há ainda a benção da família, a falta de tempo, o capacidade do amor...


Duas velocidadades Dois métodos de encarar a vida


Difrentes formas de sentir, e de encarar o problema


Duas velocidades opostas que por vezes chocam e fazem mais barulho que problemas mas que nos põem a pensar: será que gostava de estar na pele dele?


 O certo é que acho que no fundo, não importa o quanto o neguem ambos invejam uma coisa um do outro: a liberdade, a família, a loucura, a paz...


 

publicado por Psyhawk às 21:34

Tou farto que o amor seja difícil de encontrar. Que tenha que já andar a ver por detrás de cada pedra dea calçada a ver onde é que ele anda. Será assim tão difícil que me caia aos pés de um momento para o outro? O que é que custava!? nada! E eu andava mais satisfeito com a minha vidinha.
É horrível mas acho que este tem sido o tipo de conversas que mais se ouve quando se ultrapassa a barreira dos 27/28 anos e ainda está solteiro. parece que falamos todos do mesmo. Das situações porque passámos, como erguemos barreiras tão altas, como as coisas estão díficeis para o coração e como já nos fechámos para o amor.
meu deus...
publicado por Psyhawk às 13:22

25
Out 04
Quem não tá cansado do White Castle ponha aqui o seu voto!
Eu já lhe dava um chuto!
publicado por Psyhawk às 21:45

24
Out 04
Acabei de reparar que já lá vão 200 posts.
Era só mesmo para dizer isto! (especialmente porque sempre esperei que me ia chatear ao fim de uns 100!)
publicado por Psyhawk às 12:11

23
Out 04
Cargas policiais... eis o bonito nome que se deu à vontade de meia dúzia de polícias e a governos sem eira nem beira com instintos vindos dos anos setenta de se atirarem a todo e qualquer que se menifeste de forma pacífica ou não!

O nosso governo, eleito por alguém que não o povo português tem protagonizado provavelmente os momentos mais idiotas da história de Portugal desde os tempos de Cavaco Silva. Agora que os estudantes voltaram à rua, como aliás o fizeram ano após ano, mas nunca de forma tão forte e com tanta razão, este governo não soube como lidar com a situação de forma honrosa. Preferiu enviar para uma faculdade que de forma pacífica fechava as portas do seu instituto, numa luta contra um ideal que há muito devia ter sio implantado, uma turba de polícias uniformizados prontos para a porrada e para arrear a quem lhes faltasse ao respeito- ou seja que se limitasse a gritar palavras de ordem.
Que foi o que realmente aconteceu... ali é que foi aliviar o stress!
Nem olhavam a quem deitavam as ganfias afiadas. O objectivo era: tens mais de dezoito anos, protestas e és estudante: então levas porrada!

Mas como a liberdade de expressão há muito foi atirada para o caixote do lixo, e até se despedem comentadores televisivos por desancarem num primeiro ministro que até agora de primeiro fez muito pouco... aliás, nada...
Claro que esta seria a melhor maneira de calar aqueles que até agora derrubaram mais ministros e derrotaram mais governos. Claro que esta seria a forma ideal de calar quem mais gosta de protestar... mas ao contrário do que pensavam a sua carga de policial caiu não só mal aos estudantes mas a todo o Portugal!

Senhor Santana, se não tem nada para fazer de jeito, tome uma resolução...despeça-se!
E esquça lá os polícias
Vá mas é para a Quinta das Celebridades.... pode ser que lá alguém o leve a sério
publicado por Psyhawk às 14:44

Outubro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
14
15

17
18
19
21

27
28



subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO