Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

30
Mai 05
O que raio é que é isto de seduzir? Tornou-se a palavra de honra da nossa televisão, nas últimas semanas. Aliás tornou-se a palavra do momento. Ver pessoas a serem seduzidas barbaramente por outras, quando em outra situação iriam em frente com a sua vida... Que quermos nós provar com isto... que como todos aqui ou ali cedemos à tentação, seja ela o que for?. Mas será isso assim tão mau? Não provará apenas que somos humanos e que também erramos? E que cedemos á beleza absoluta? Que afinal há pessoas que mexem mais connosco do que realmente gostávamos de admitir?
publicado por Psyhawk às 21:08

29
Mai 05
Duran Duran.jpg

Foi com alguma surpresa que vi o Coliseu dos Recreios cheio. Esperava uma sala composta, mas não repleta de fãs, ávidos de música cheia de sabores a anos oitenta e uma nova dose de frescura vinda dos 90!
Eles não são os U2 que tiveram uma promoção massiva e excessiva que levaram pessoas a esperar horas a fio em filas de espera para receberem um "está esgotado. Não há mais"! Eles são os icones dos anos oitenta que muito esqueceram mas que sempre fizeram músicas brilhantes, inesquecíveis e que fizeram o Coliseu vibrar, mesmo quando se tocavam os novos singles. Eles são os Duran Duran!

Abrir com Reach Up (The Sunrise) foi talvez o mais sensato. Era isso que os fãs queriam. Chegar aos céu onde o sol se põe para os alcansar. Depois entre velhos êxitos, como Reflex, Girls on Film, Wild Boys, Rio, Planet Earth, Come Undone, Rio, Ordinary World, e outros foram encaixotando singles menos conhecidos como The Summer, Astronaut e What Happens Tomorrow que se as rádios fossem tão gráxistas como são com os U2 se tornariam êxitos instantâneos, tal é o seu poder de agarrar as massas!

Disse numa mensagem anterior que tinha sido brilhate e volto a dizer. Simon Le Bon, Nick Rhodes, John e Andy Taylor... estavam lá so cinco originais (peço desculpa por ter um lapso e não me lembrar do nome do baterista) a dar o seu melhor, tal como haviam feito dezenas de vezes até 1984! E passados mais de 20 anos ainda em forma. Simon e John ainda sabem por qualquer miúda louca.

Foi engraçado ver que os mais velhos, também fizeram questão de estar presentes nesta data especial. Não que o público fosse composto de teenagers...aliás, longe disso! Eram os vintões e os trintões que governavam aquelas paragens e que saltaram, pularam, e gritaram como qualquer miudo de 12 anos. O bonito mesmo, foi ver um casal dos seus cinquenta e poucos tão louco como todos os outros e quando Save a Prayer tocou deixarem cair umas lágrimas...pois foi ao som daquela música que se haviam conhecido ou casado...eram fãs desde então e sabiam todas as letras de cor.

Peço desculpa..mas queria ver isto nos u2! E não sei se vai ser possível...

Se não se lembram bem do que é este fenómeno vão oas discos...aos vinis e lembrem-se...os Duran Duran estão cá para durar....

publicado por Psyhawk às 23:26

26
Mai 05
Prometo dizer mais, mas agora não posso
Em resumo:
ESpectacular!
publicado por Psyhawk às 23:33

24
Mai 05
Tem sido com insatisfação que vejo esta questão dos blogs ir piorando de mês para mês aqui no belo sapo, tão publicitado pela megalómana PT.
Há alturas em que colocar um post é impossível. Outras vezes actualizá-lo é um drama. Agora para responderem aos post arranjaram mais uma dificuldade- tinham que o fazer...afinal o objectivo da internet não é facilitar...(:-(...uma palavra passe que se deve copiar...mas que é tão ilegível que já cheguei a ter que fazer e refazer o post em outros blogs mais de 10 vezes só por causa daquilo. É que caso eles não saibam aquele estilo de letra confunde os zeros, a letra O entre outras. Isto está um caos. Por isso mesmo peço perdão a quem anda com dificuldade de aqui dizer qualquer coisa!
Então reclama...dizem vocês...
Não vale a pena reclamar porque já o fiz uma vez, durante uma semana consecutiva e o que obtive como resposta foi um: o problema deve ser da sua rede... mesmo não sabendo que o problema era deles.
Haja muita pachorra para aturar tanta incompetência junta!
Pior que isto só mesmo a netcabo...mas nem vou para ai senão tinham aqui um ataque...
publicado por Psyhawk às 00:26

21
Mai 05
Darth.jpg

Hoje é sábado e realmente não tenho tido tempo para escrever neste blog e dedicar algum tempo para fazer a review ao terceiro capítulo da Guerra das Estrelas.

Confesso que estava ansioso e quando soube que o Vasco da Gama vendia bilhetes para a 00.10 de Quinta (era quarta feira e tinha acabdo de ver uma decepção chamada The Jacket)... ou seja , apenas dez minutos depois da estreia oficial corri para a bilheteira.

Foi com emoção que vi aparecerem as primeiras imagens em écran, do filme que este ano, vou certamente ver mais que uma vez. E com esta frase acho que já dei a conhecer que achei o filme brilhante. Posso estar em desacordo com mais de metade...talvez até mais, da população portuguesa, mas desta vez George Lucas entregou-nos uma pelicula sentida, cheia de sentimentos, a uma velocidade estonteante capaz de se comparar com a primeira trilogia, ou seja a que inclui os episódios IV, V e VI.

Foi com um sentido dramático que assistimos à transformação de Anakin Skywalker para a figura que durante anos foi o vilão perfeito: Darth Vader. As voltas e reviravoltas do enredo, potenciado por efeito especiais de um brilhantismo poucas vezes conseguido enchiam um écran pejado de emoções. Mesmo a intrepertação algo menor de Hayden Christiensen do episódio anterior foi substâncialmente melhorada... mas também... depois de termos visto o Mark Hamil a fazer de Luke, não podemos dizer que esta saga alguma vez aguentou os seus louros na representação, mas sim nas personagens fortes e numa história como poucas.

Tudo corre a uma velocidade perfeita. Todas as pontas soltas são atadas. E se bem que a Natalie Portman quase não é vista, excepto a carregar uma barriguinha que vai crescendo, é bom ver aquela presença feminina.
Mas são os minutos finais que nos trazem mais emoções. Ver Darth Vader, o Imperador e aquele general- que infelizmente não me lembro do nome- a olhar para a Estrela da Morte e depois a Tia Beru e o seu maridito a olhar para por do sol em Tatooine, na mesma posição que Luke será visto apenas 20 anos depois... (ou será antes?!)
É sem dúvida um filme a ver e rever.
Sei que a crítica vai esmagar o filme pois conheço os nossos meninos da caneta e da boca fácil, Mas pouco importa. Os fãs vão ficar estasiados, os que não são, vão tornar-se.

Ahhhhhhhh e só para lembrar quem não viu ainda...há muitas dicas em relação a pequenos pormenores... como o cabelo de leia, as X-Wing, e até alguns nomes...basta estar atento... verão que pormenores não faltam!
publicado por Psyhawk às 11:06

16
Mai 05
A montra da loja...

O que vou dizer não é novidade (então para quê dizer?... porque acho que lembrar esta situação não faz mal a ninguém!).... mas reparei que os portugueses não gostam de ver televisão em casa, sentados no sofá, confortáveis com a família à volta e todas aquelas beneces que um lar trás... ou na pior das hipóteses um café...

Não gostam mesmo nada desta situação, especialmente se for um jogo de futebol.

Preferem acima de tudo uma boa montra de uma loja, onde a televisão não tem som e onde passam centenas de pessoas que por qualquer razão útil ali precisam estar. Ok, é verdade que o écran é por vezes 10 vezes superior ao lá de casa... mas isso não acontece sempre! Há quem esteja a olhar para uns micróbios televisivos como se aquilo fosse o melhor écran que alguma vez encontrou. O que interessa é que está ali... e que há gente ao lado com quem comentar qualquer coisa que aconteceu.

Este é um verdadeiro fenómeno sociológico que ninguém ainda estudou!

Porque fazem as pessoas isto?
Há quem fique ali os 90 minutos... mesmo quando o lar é ali mesmo ao pé, a escassos 500 metros! O que motiva o indíviduo a ficar ali, em pé, a ser incomodado, sem ouvir peva do que se diz?

É realmente um fenómeno curioso! E tão dificl de entender?
publicado por Psyhawk às 21:26

Sempre detestei pessoas hipócritas, fingidas e acima de tudo, que pensam que são melhores que as outras. Por isso foi com muito gozo que ontem vi o Gonçalo Diniz abandonar a Quinta das Celebridades. Só tive pena que a produção do programa o tivesse deixado lá estar tanto tempo. Porque a única coisa que o rapaz lá fez foi destruir a pouca boa imagem que podia ter tido com algumas pessoas. E mesmo essa devia estar ténue na memória dos poucos que viram a Xica da Silva e o Saber Amar!

E alguém acredita naquele pseudo amor com a Elsa Raposo, a mulher que se apaixona cada vez que respira?
Se o Frota era um berjeço estúpido e brutamontes este é apenas rídiculo. Aquelas figurinhas não lembravam a ninguém. Mas quem é que ele queria enganar com aquelas fantoxadas? E com as choradeiras e a mania que era perfeito... quase vomitei...
Eu sei que o público português não é dos mais inteligentes nem exigentes e que prefere os Marcos da vida às pessoas inteligentes e divertidas da vida, mas enfim... não podiam ter despachado este logo na primeira semana? E coitada daquela namorada que ele cá deixou fora...será que ela não tinha olhinhos na cara para ver que ia ser mais xifrada que veado em crescimento?
Agora que ele foi, e que já se reencontrou com a sua amada Elsa... numa cena lamentável e digna de ver numa novela Mexicana, só esperemos que partam para o Brasil, e sim, lá fiquem para o resto das suas vidinhas !
publicado por Psyhawk às 21:14

15
Mai 05
Sempre achei que trabalhar ao fim de semana era um sacrifício da profissão.
Nos últimos meses passou a ser a tortura da mesma. Especialmente quando a recompesa é quase rídicula. Antevejo muitas vezes aqueles dois dias que se seguem a sexta feira como apenas o pronúncio do mal. Parece quase rídiculo, mas assim é. Temo ver as horas passarem no relógio, porque sei que depois das 17 de Domingo estou obrigado moral e profissionalmente a ir trabalhar durante várias horas consecutivas! Como recompensa 2 magras folgas que só irei gozar em 2010... em compensação as chatices do próprio dia de trabalho crescem quase sem parar! Felizmente o inferno está a acabar. Rezemos que seja breve!
publicado por Psyhawk às 12:24

Não seria o típico filme que me levaria a uma sala de cinema, mas a curiosidade pela realização, que na apresentação achei fora do comum levou-me até ao cinema.
O que vi foi uma mistura de clichés, artes marciais e inovações técnicas... e representações comedidas e interessantes. O filme não trás nenhum história transcendente nem nova, e apela facilmente á lágrima, mas há qualquer coisa de apelativo. E Jet li, que confesso, sempre desconsiderei por fazer filmes de porrada quase mensalmente, acabou por mostrar que de canastrão não tem nada. É verdade que o seu papel é muito estranho e salta da contenção para uma raiva quase animal em apenas segundos... mas não é assim que se vê que a capacidade de representação não é unilateral? Seja como for, acaba por não ser uma pelicula brilhante. Morgan Freeman está meio perdido, e Bob Hoskins faz apenas o que lhe é pedido. Seja como for, vale a pena dar uma espreitadela. E vejam a que ponto um homem se pode tornar cão!
publicado por Psyhawk às 12:19

14
Mai 05
Por vezes descubro pequenas pérolas em bocados velhos de jornal. O exemplo pode não ser o melhor, mas é o que me ocorre...e o que tem acontecido comigo...descubro em velhas amizades há muito esquecidas, ou até abandonadas, algo de bom que me faz recordar porque é que antigamente me dava ao trabalho de lhes dar atenção. Lentamente algumas figuras obscuras do meu passado tem voltado a fazer parte do meu leque de "tomar café"; "ir ao cinema", "beber um copo". Pode até ser um pouco absurdo, mas a verdade é que é com estas pessoas que realmente me tenho redescoberto em alguns aspectos... não que desprezo qualquer um dos outros que me rodeiam! Atenção! Mas aqui posso relembrar com muito carinho coisas esquecidas e que sem querer se estão a tornar parte do presente. É bom relembrar que não fomos esquecidos e que afinal bastavam 5 minutos de talk talk, alguma música dos anos oitenta e uma profissão semalhante para voltarmos a ser aquilo que eramos: excelentes amigos!
publicado por Psyhawk às 22:09

Maio 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
13

17
18
19
20

22
23
25
27
28

31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO