Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

29
Set 05
As operações de charme do Carrilho a Lisboa andam já a meter nojo, sempre acompanhado da sua Babá Guimarães. Querido, de promessas tá a gente farto...

O Carmona a arregaçar as mangas não convence, não ajuda e só mostra que enquanto lá esteve só fez merda e que se prepara para fazer mais. E disso não queremos!

Os senhores do BE e da CDU não podiam escolher alguém mais carismático? Os Zé ninguém costumam trabalhar, mas ganhar eleições para o fazer é que é raro...

E a Noguiera Pinto...nem vamos por ai...se a hipocrisia matasse esta senhora tinha não um, mas uns 200 caixões privados só para os seus pecaditos!

Fica aqui a minha pergunta...em quem raio vou eu votar para as autárquicas?
Porque os projectos a que tive acesso são todos uma bela.......... e esta gente não convence mesmo nada!
publicado por Psyhawk às 00:20

27
Set 05

A primeira série estava cheia de contradições, erros de casting, mas de uma forma ou outra conseguiu agarrar miudos e graúdos, tornando-se uma máquina de fazer dinheiro para a TVI.


Depois veio a série de verão. Era mais do mesmo. Até enjoava, mas os corpinhos à mostra puseram os miúdos e miúdas loucos.


A segunda série tentou não repetir os mesmos erros da primeira. Mas inicialmente até custava a ver, tal eram as más performances dos actores. A coisa lá foi andando, passo ante passo, até que, apesar de ter saído do horário nobre, se tornou num fenómeno brutal, desta vez dirigido ao público certo. A representação era na maioria das vezes dolorosa... mas o que se pode esperar de um casting repleto de modelos sem experiência, nem sequer uma ida ao teatro amador? Seja como for a coisa vingou de tal maneira que os últimos dias de gravações dos meninos e meninas da segunda dose, reforçados entretanto por alguns actores de um peso maior (Madalena Brandão, Inês Castel Branco e Paulo Rocha), eram obrigados a fugir da turba de fãs que rodeava as gravações. Isto se não tivermos em conta os D'ZRT...


Estamos na terceira série. Não se aprendeu nada no casting. Mais modelos, pouca experiência e muitos canastrões por todo o lado. Até dói a forma como fazem sair cada linha de diálogo. Safam-se alguns...aprenderam depressa, graças certamente á direcção artística, que tem sido sempre incansável. Mas mesmo assim, falta ali qualquer coisa, que dê alento a uma história que começou logo morna. O pior mesmo são as mázinhas de serviço que não convencem nem o mais entedeado espectador. É que se os heróis devem ser bons, os vilões devem ser ainda melhores...não é este o caso. O que faz de Nelson tem já garantido o voto de pior actor do ano!


No entanto há que bater palmas pelos três principais- Bia, Madalena e Tiago- que em poucos episódios subitamente começaram a representar, e aos meninos que andam pelo bar (não consigo saber ainda o nome de toda a gente), com excepção do Dino, que é absolutamente atrós, que dão um calor diferente à coisa. Quanto aos grafittis... esqueçam! Está que nem se pode naquele departamento. Não porque a arte seja má, mas pelos diálogos, pelos actores e pela forma como se está a conduzir a história... de fugir!


 Não vai ser um fracasso, se tivermos em atenção as audiências destes primeiros dias. Isso é uma garantia. Mas...será que para a próxima não podem fazer um casting a verdadeiros actores- eu sei que não devem ser tão bonitos, mas devem ser deveras mais convincentes!- e dar-lhes também uma hipótese?


É que assim a série vai começando a ficar sem açúcar...porque temos que reconhecer, que a história que desta vez é contada...é para lá de má. Pode ser que a coisa mude. Mas como da TVi não se pode esperar muito, e da casa da criação também não...


A ver vamos,...mas para já, nem chantili nem açúcar!

publicado por Psyhawk às 20:14

26
Set 05
A paz é invadida com algo que ao fundo vibra. O tremor transforma-se em som, que de segundo a segundo vai aumentando de intensidade. E depois é já um berro. O alarme, concluo no torpor ainda dos meus sonhos? Não, não pode ser porque hoje não trabalho (nem amanhã)...então... o som desaparece. Mas por pouco tempo. Tudo se volta a repetir. É então que me lembro do maldito telemóvel. Quem me quer antes das dez da manhã?... e o sossego acaba. Porque é que nem nos meus dias de férias me largam do emprego? Oh praga!
publicado por Psyhawk às 13:01

25
Set 05
kelly_09.jpg

Eu sei que estou sempre a dizer que há um milhão de músicas que vale a pena ouvir, mas esta realmente é daquelas que me põe doido:
Behind These Hazzel Eyes- Kelly Clarkson

Se não sabem oq ue é deviam!
publicado por Psyhawk às 13:27

O problema de se gostar muito de uma pessoa é nunca saber quando se lhe dizer realmente aquela coisa certa....
publicado por Psyhawk às 02:24

24
Set 05
Quando uma criança vos perguntar, porque as dúvidas hão-de ser muitas, o que que é que há-de ser quando for grande, há uma resposta simples e imediatar, e que não deve esquecer: Vai para a política filho....
Tenta ir trabalhar para uma câmara e ao fim de oito anos verás, mesmo não tendo feito absolutamente nada pelo pais ou pelas pessoas que administras, quase destruindo a economia em um ano, e pondo a moral de um povo ainda mais para baixo, que terás uma reforma de mais de 600 contos. E ainda para mais só precisas trabalhar oito anos. Esta última parte convém reforçar, pois verão que assim a criança saberá de imediato o que seguir...

E ainda dizem que o Santana Lopes nos deu maus conselhos!!!!!

E agora vomitemos!
publicado por Psyhawk às 12:16

22
Set 05
Sempre pensei que o noticiário era uma coisa chata porque não nos era comunicada pessoalmente. Hoje em dia, descubro que cada vez mais as pessoas apostam em fazer anuncios públicos da vida pessoal, do que contar realmente o que se passa! Será pelo impacto ou pela publicidade? E depois criticam os famosos! Deus! Para a próxima ponham a tabuleta! É mais fácil!
publicado por Psyhawk às 20:57

Conan.jpg

O problema de andarmos na net é que depararmos com o nosso passado.

Lembro-me de em pequeno, ao fim de semana, acordar bem cedinho e de passar horas em frente à televisão, entre as oito da manhã e o meio dia- hora em que tinha que vir aquela chatice chamada missa, e 70X70 que estragavam a diversão em cinco segundos...e um dos momentos mais aguardados era este: Conan, o Rapaz do Futuro.
Kitch, rídiculo, com uma história de fazer chorar as pedrinhas da calçada- ou não andasse ele também à procura da mãe, como depois podemos ver em centenas de outros desenhos animados, que se seguiram, como o Bel e Sebastião...- mas ao mesmo tempo perfeito, animado e com uma história interessante e simples o suficiente, para agradar aos pequenitos, como eu e aos adolescentes. Fica aqui uma imagem para se recordarem das personagens! E da vossa infância...claro!
Socorro estou velho!
publicado por Psyhawk às 00:18

Mariah.jpg

Lamento tanta apoteose a música de seguida, mas a verdade é que este single põe qualquer um com espírito a mexer...
Just Shake it off
Mariah finalmente acordaste para a realidade!
publicado por Psyhawk às 00:07

21
Set 05
3672899_blunt.jpg

Há músicas lindas...
You're Beautiful de James Blunt
Se não sabem oq ue é...aconcelho a net para descobrirem.
publicado por Psyhawk às 20:44

Setembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

13
15
16

18
19
20
23

28
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO