Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

31
Mai 06

Lá vou eu gramar com a coisa...

E dura

E dura

E dura

 

publicado por Psyhawk às 20:49

Eu sei que o mundo inteiro andava a refilar com os  trintas e muitos graus que estavam, mas reconheçam lá...não estavam melhor assim do que neste dia horrível onde o sol se escondeu por detrás do smog???? Faz um sono este tempo que é quase impossível não fechar os olhos e fazer zzz durante uns minutos.
publicado por Psyhawk às 20:47

30
Mai 06

Realmente Há peças que deviam mesmo ir para cena. Esta é uma delas. Escrita de forma brilhante, e representada docemente, Teresa Guilherme e Miguel Falabella dão vida a um casal de já alguns anos que passa por diversos problemas na relação...entre eles uns do foro sexual. Risos, lágrimas, compreensão. São tudo momentos de uma peça, que começa a ser exibida no Tivoli dia 1 de Junho (mas que vi em ante estreia) e que não deve ser perdida por ninguém...especialmente porque nunca a realidade foi tão bem retratada em palco!

publicado por Psyhawk às 00:26

29
Mai 06
zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz... está tanto calor!
publicado por Psyhawk às 14:52

28
Mai 06

Não deram ainda por ela? Ou são insensíveis ou então a minha zona está condenada à bichice! São mínimos, do tamanho de uma formiga, das pequenitas, e mordem como o diabo. São transportados pelo ar e adoram cores... já que lhes cheira logo a flores. É assim que está a zona onde moro. Cheia de uns bichinhos que se agarram a nós e dão cá uma comichão que nem se sabe. O caminho que faço para apanhar os transportes públicos tornou-se um autêntico desafio. Metade do tempo é para enchotar mais uns dez ou quinze que se instalarm no meu corpo.  E não despegam! Mas que tormento.

Serão as 12 pragas que tanta gente falou que aconteceriam quando estreasse o Código de Da Vinci? Esperemos que não. Porque esta, matar não mata, mas mói até ao tutano! 

publicado por Psyhawk às 18:50

Wolverine, Storm, Beast, Shadowcat, Phoenix, Ciclope, Colossus, Ice-Man, Psylocke, Calisto, Magneto, Madrox, Rogue, Prof X, Mistica, Juggernaut, Arco Voltaico, Anjo e mais uma centena de outros dos mais acarinhados mutantes da Marvel estão neste terceiro episódio dos X-Men.

Um filme que supera os dois anteriores em efeitos especiais e que dá mais alguma profundidade aos personagens que há tantos anos se tornaram figuras familiares dos muitos fãs os lêem...

No entanto, este Last Stand, nada tem a ver com os livros...mesmo nada...mas a verdade é que é um excelente episódio. E que merece toda a atenção dos bons apreciadores deste género de cinema.

Boa exploração dos poderes da nossa amiga Kitty... má utilização da personagem Rogue! Mas enfim. Nem tudo pode ser perfeito

publicado por Psyhawk às 12:58
sinto-me: Mutante!LOL!

Imaginem a cena. 

Estão num jantar a rir como doidos. Já passa da uma da manhã. A noite está fabulosa. Mas infelizmente está na hora de pagar o jantar. Pegamos na carteira para escolher o cartão multibanco que verá os seus números diminuirem. Fala-se em dinheiro... mas isso há muito que deixei de ter na minha posse...sempre há assaltos. Prefiro o plástico, por muito ignóbil ou fútil que isso pareça.  

 A carteira, que parece estar sempre inchada, por causa das moedas, está magrinha e escanzelada. Faltam as moedas, pensamos nós. Abrimos a carteira no espaço certo e deparamos com o desastre. Onde estavam os poucos cartões multibanco que temos, está um espaço vazio. Procuramos nos bolsos, no chão e nada. O pânico toma conta de nós. Vasculhamos todos os recantos da carteira mas nada. O mjundo começa a nadar à roda. A raiva toma conta de nós! Verificamos na nossa memória onde foi a última vez que os vimos ou usámos os benditos cartões...e foi nessa mesma tarde. Horas antes. Depois desapareceram. Onde? Não sei! 

Depois começa a rotina...irritado, nervoso, faço as chamadas para mandar cancelar tudo.

Do outro lado as vozes oscilam entre o extremamente simpático, tentado ajudar-nos a resolver todos os problemas, acalmando-nos em simultâneo, e o aborrecido, porque afinal a culpa é nossa de terem pegado na  carteira e feito dela uma loja de doces.

Reparamos também que a nota de 20 que estava ali guardada para outra coisa também desapareceu.

O pânico aumenta enquanto falamos com a pessoa que nos tenta ajudar.

Felizmente correu tudo bem (havia um  cartão que está em tão mau estado, que pensaram que estava ali só para enfeitar e nem lhe tocara!) e nenhum dos bichos foi utilizado. Foram mortos a tempo. Mas digo-vos que a experiência é para esquecer.

publicado por Psyhawk às 12:46
sinto-me: capaz de matar alguém!

Tal como há dois anos, a expectativa era muito grande. Um cartaz recheado de estrelas (embora não as melhores e algumas até demasiado usadas, tipo Roger Water!!!), actividades mil e prémios mil á disposição de qualquer um. Chegou o Rock in Rio!

 

Não posso para já fazer um balanço final, mas do primeiro dia dou a conhecer qualquer coisa....

Uma coisa é certa, a organização é bastante melhor, e está mais coordenada do que há dois anos. As coisas parecem ter encaixado...com a excepção das casas de banho! Mas essas nunca vão ter solução. Que NOJO!

Mas voltando á vaca fria...

Também como nota negativa, mas não culpa da produção, está o pó que aquele sítio tem. Entrenha-se até em locais que desconheciamos fosse possível entrarem grãos de pó. Quando se chega a casa, especialmente quando se andou a trabalhar e se percorreu o recinto umas 100 vezes, a casa de banho fica um nojo. E a água que passa pelo nosso corpinho, durante o banhito, é sem dúvida negra! ahggggg!!!

Quanto a espectáculos... Vi poucos!

 O D'ZRT não cheguei a espreitar. Já ouvi opiniões contraditórias e dispares, que oscilam entre o excelente e o muito fraquinho. Ficarei á espera para tirar as minhas conclusões. Mas pelo que conheço da banda, não me parece que tenham feito feio. Afinal andavam a ensaiar há semanas. Enfim...depois digo o que achei.

Quanto à ignóbil Ivente Sangalo, que mesmo dizendo mal dos portugueses, continua a ser convidada para cá cantar, fez o mesmo de sempre! Nem alterou a rotina. Com uma saia muito colorida e musíca aché para dar e receber, a senhora pôs o recinto a cantar e a dançar (nisso tenho que concordar que a gaja é muito boa). Mas a verdade é que quem olhou para este especáculo e depois percorreu a sua memória para verificar como foram os anteriores,  pode ver que o número está estafado até não mais poder. Mas como ela até agarra milhões, que posso eu fazer?!

Jamiroquai mostrou estar em forma, pronto para arrasar qualquer festival.Não pude prestar atenção a todas as músicas, mas do que pude percepcionar o rapaz sabe conquistar uma audiência como poucos. Canta, dança e agarra os seus hits como ninguém. Poucos pareceram indiferentes à sua hora e qualquer coisa de espectáculo, que aposta especialmente em singles de sucesso. Jamiro... como ouvi tantas pessoas chamá-lo, estás aprovado! E podes voltar!

E depois vinha a estrela da noite.

Confesso que esperava um espectáculo mais elaborado, mas depois tive que reconhecer que esta não é a tourné de Shakira (que começa a 16 de Junho e não passa por terras lusas), mas um grande festival, onde não há espaço para grandes manobras de palco, tr4ocas de roupa mil e videos alusivos aos assuntos favoritos da cantora. Seja como for ela entrou a matar e não parou até ao fim. E a Shakira está tão em forma que até doi. Aquela barriguinha não tem uma gordurinha. E ela canta que se desunha. Eu que até esperava umas desafinadelas no Don't Bother e no tema No fiquei altamente surpreendido pela qualidade do espectáculo.

Ela conquistou a audiência logo à primeira canção,  Agora Estoy Aqui. E dai em diante não parou. Os pontos altos, como não podiam deixar de ser, foram Don't Bother, Hips Don't Lie, Underneath Your Clothes, La Tortura e o super Whatever Whenever. Arrasadora! E depois foi até ao público. Foi o delírio total.

Fabulosa. Shakira, porque não passar com a tua tournézita por terras tugas??? Pleeeeeeeeeeeeeease

Enfim...

Quanto ao resto...há actividades mil para fazer e para rir. O único senão é a comida que é absolutamente de plástico. Regras que são incontornáveis. Seja como for, o balanço do primeiro dia que levou oficialmente 90 mil pessoas- embora haja quem garanta que como imprensa, organização, voluntários, produção e afins ttenham lá etsado 117 mil- é extremamante positivo.

publicado por Psyhawk às 12:15
sinto-me: FELIZZZZZZZZZZZZZZZ
música: La Tortura- Shakira

23
Mai 06

A melhor tour do ano já começou. Desta vez Lisboa foi excluída do pacote. Mas ficam aqui as fotos para quem gosta...e isto é só o início!

Future Lovers

Get Together

Início do Like a Virgin

publicado por Psyhawk às 22:44
música: Hung Uo

Lá vou eu ao Rock in Rio...

Espero que a organização seja consideravelmente melhor que há 2 anos.

Obrigado Rute pela mudança do teu aniversário. Adoro-te!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

publicado por Psyhawk às 18:35

Maio 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

14
15
16
18

22
24
25
26
27



subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO