Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

29
Jun 07

Já percebi que este é o que sai mais. E eu que queria ser o do chocolate!

Que seca!

publicado por Psyhawk às 20:23

Desde a antiguidade que reis, sacerdotes e políticos fajutos tentaram impedir o povo de saber um pouco mais do que sabia.

Limitaram-lhe o ensino, tornaram-no caro, proibiram leituras, prenderam jornalistas. Atrocidades sem fim para que a verdade nunca flutuasse até à tona. E em muitos paises, especialmente em África e na América do Sul ainda assim o é.

Mas não é só lá!

Desde o 25 de Abril que Portugal tem lutado para manter intacta

 a liberdade de expressão, porque se lutou mais de 60 anos! É certo que há abusos, eu sei, mas nem são assim muitos. Basta olhar aqui para os nossos caros vizinhos e veremos exemplos muito mais flagrantes de abusos de lbierdade de expressão. Nós por cá, continuamos levezinhos...

Porém também não deixamos que nos pisem nos calos.

 Por isso de vez em quando fazemos elevar a nossa voz em protesto, seja contra instituições, televisões, pessoas ou simples objectos que nos castigam a vista.

No entanto, nem todos concordam em saber a verdade.

O nosso caro primeiro ministro, é uma dessas pessoas.

Os erros cometidos nos últimos meses, especialmente depois do independetegate (fica com ar americano assim não fica?), sabem-lhe mal, cheiram-lhe ainda pior e devem ter um toque pior que uma urtiga, por isos quer senti-los o mais longe posssível que conseguir... Por isso quando um anónimo cidadão, decidiu no seu espaço virtual dizer o que lhe ia na gana, ou seja, mal das recentes politicas do cidadão e primeiro ministro José Socrates, foi surpreendido por uma acusação de calunia do nosso primeiro. Para Socrates, o senhor em causa, havia-o difamado com as palavras que havia escrito! Ele sentiu-se verdadeiramente ofendido... por isso, colocou o caso em tribunal!Isto depois de tudo o que se disse dele em jornais, televisões e rádios. Resolveu fazer deste anónimo um exemplo, e vai dai processou-o.

Ou seja, a liberdade de expressão é útil...mas só em alguns casos, segundo o representante do nosso governo. Dizer mal do primeiro, mesmo quando o que se diz é a mais pura verdade, está fora de questão.  E eu que achava que nos tempos do cavaquistão estava mal. Enfim...só falta agora haver um filtro cibernético a contar quantas vezes se diz mal de José Socrates e do seu bando de malucos que governa este pais á beira mar plantado. Porque se assim for, caros leitores, tou lixado, com f muito grande.

Haja paciência

Aguente-se senhor primeiro ministro

Porque a verdade, é dura de ouvir, mas serve para corrigir muita coisa. Se calhar se ouvisse um bocadinho não lhe fazia mal...pelo menos perdia tempo com algo útil!

publicado por Psyhawk às 19:49

28
Jun 07

 

Isto é como não se faz videos.

LOL

fascinante

publicado por Psyhawk às 15:26

 

Ao passar, mais uma vez, os olhos pelo brilhante filme de Sofia Copolla, Marie Antoinette, descobri um pouco das pessoas que me rodeiam naquela bela película. Da fútil, mas inebriante rainha francesa, passando pelo seu marido, o rei Luis XVI, os fidalgos, os amantes, os cabeleireiros... todos eles preencheram subitamente o meu dia a dia. Fui capaz de colocar pessoa por pessoa a interpretar um papel...comigo a dirigir, tal qual a filha de Copolla.

 

É estranho imaginarmos a nossa vida como um filme.

É estranho porque não sabemos exactamente que papel temos nela, por muito que desejemos ser o realizador. Por isso, muitas vezes, andamos por ela (a vida digo eu) meio à deriva, à espera que alguém da produção nos entregue finalmente o guião que tanto queriamos.

Sim, porque desde pequenos temos um...nem sempre segue é à risca o que desejamos. E tal qual uma estrela de Hollywood, mandamos para trás... para que aquele draft seja transformado em algo mais apetecível.

Infelizmente esta película terá um fim. E por incrível que pareça não terá escrito no último frame, e viveram felizes para sempre. A palavra fim, será a última que veremos. Passados os muitos, longos e pesados minutos (ás vezes transformados em mais de 80 anos) que foi o nosso filme, não vamos estar cá para avaliar o produto final. Outros farão. Não sabemos se fomos cinco estrelas, acirrados por um qualquer Alvim, que nos deu apenas 2 ou 3 pontos positivos. Ou se realmente nem deviamos ter aparecido para estrear algo assim tão mau.

Gostava de saber, mas prefiro esta incógnita e ir dirigindo, o meu filme em direcção a um eventual Oscar. pode ser que ele apareça antes da película estar mesmo completa. Ás vezes acontece!

publicado por Psyhawk às 00:10

27
Jun 07

Nós já temos televisores portateis, telefones de bolso, andamos de avião, deciframos o ADN, e até pensamos em ressuscitar dinossauros- mesmo que seja só em filmes- mas coisas tão simples como acabar com uma simples dor de dentes, especialmente de um dente do ciso, não sabemos.

Parece que o mundo, quando tem que tratar de algo verdadeiramente importante, para...talvez para ver a Paris Hilton sair da cadeia. Em vez de realmente pôr a saúde para a frente, este globo de gente fútil, preocupa-se com parvoices que não lembram nem ao menino jesus.

E eu que me ande aqui a drogar com comprimidos que não estão a fazer efeito absolutamente nenhum!

Eu devo ter sido um ogre pior que o Shrek, em outra encarnação!

publicado por Psyhawk às 23:58

26
Jun 07

 

O mundo parou quando, esta madrugada, a socialite e também cantora Paris Hilton saiu da cadeia. Acredito que o número de fotografos presentes naquele dia, na little town que alberga a prisão onde miss Hilton esteve presa, aumentou significativamente a população local...talvez para números nunca antes vistos e talvez jamais repetíveis.

Um alien que chegasse ao nosso planeta pensaria quem sefrkia a excelsa fiigura que estaria a ser liberta para o mundo. Uma figura de estado? Um presidente? Um rei ou uma princesa? Não podiam estar mais enganados. Quem era seguido por milhões de espectadores era nada mais nada menos que a idiota e milionária da Paris Hilton. Uma menina rica que acha que o mundo rola ao seu sabor e que está disposta a tudo para continuar a aparecer em qualquer capa de revista ou jornal.

Mais...

E porque a experiência de ter estado na prisão parece ter afectado tanto miss Hilton (fechada por detrás das grades durante longos e demorados 23 dias), esta vai dar uma entrevista em exclusiovo a Larry King- que pagou uma soma indeterminada para este efeito- para contar a aventura. Já vi muito condenado por engano ser tratado com menos respeito que um cão, mas Miss Hilton...venha de lá o ouro!

 

publicado por Psyhawk às 21:46

25
Jun 07

Porque a minha vida por vezes anda demasiado depressa, a única forma que tenho de escrever...esta semana... é em forma de resumo. E pensar que eu na escola detestava esta palavra. Lembro-me que significava o começo de aulas,  e por conseguinte dos ditados, das matemáticas, dos ingleses e dessa treta toda. Pois, agora não sei quantos anos depois vejo-me forçado a gostar da coisa...afinal é a única maneira de manter este blog funcional.

 

Ponto1- Alcool- O meu corpo, neste fim de semana lembrou-se do meu passado. Felizmente! Não, eu nunca fui um bêbado inveterado. Apenas uma boa esponja. (eh eh) Este fim de semana, mesmo com trabalho e tudo, houve tempo para o pôr a recordar o passado. Martini, Vodka, sulfuretos (uma bebida estranha que se serve no social...nem vale a pena descrever), capiroskas, caipirinhas... uma imensidão de cores, sabores e outras coisas terminadas em ores. Se o corpo não tivesse memória do passado, garanto que hoje não era eu que escreveia isto aqui, mas sim o meu figado que me tinha abandonado de vez. Acho que tenho que moderar as doses.

 

Ponto2- Caldeiradas- Pois, quer uma pessoa armar-se em bom samaritano e acaba por meter-se nas caldeiradas dos outros. Oh senhores. Mas o que vale é que parece que vai ter um final feliz. Mas eu meto-me em cada uma?! É o que dá em querer que os amigos conheçam caras metades que eu conheço. Uma pessoa tem que não só fazer as apresentações, como estar atento ás gafes, ao que se diz, ao que os outros dizem e a uma série de outras coisas. É pior que lidar com famosos

 

Pinto 3- Barulho-  Inevitável quando se junta muita gente que não se vê há uns dias e tem muito para contar. Falam, falam, falam e acabam por espantar das redondezas mil e uam pessoas.  O que vale é que os senhores do resturante eram tolerantes.

 

Ponto 4- Férias- Quando era mais novo eram para ai 3 meses. Não se lembram? Eu acho que a meio dos anos oitenta- sim, sou velho que querem!- cheguei a ter quase 150 dias de descanso...deixem cá lembrar... comecei de férias a 11 de Junho, e seguiu-se Julho, Agosto, Setembro e só comecei as aulas a 17 de Outubro. Agora um pessoa tem que lutar contra um leão para conseguir meia dúzia de dias. E é cada batalha. Acho que mais que mais vale lutar contra o monstro do Lock Ness. Para já estou a perder dois a um, mas tenho que dar a volta à coisa.

 

Ponto 5- Pffff- É inevitável, mas no verão acho que por muito que as pessoas abusem do desodorizante há sempre um mau cheiro no ar. Acho que se andam a cultivar anõezinhos mortos! E ainda nem estamos no verão a sério! Parece que o banho ficou adiado para 2008---e andam a abusar!

 

Ponto 6-Parabéns- Á Ana Lopes, à Kitty, à Filipa, á Rute, Nuno, Rui e  a todos os outros que não me lembro ....e aos que faltei por causa de trabalho, aos que apareci a tarde e a más horas e  a todos...prometo que vou comprar uma cabecita nova!

 

E depoi continuo

publicado por Psyhawk às 23:24

22
Jun 07

Esta minha profissão dá cada volta.

Ontem levou-me até à minha faculdade.

Foi então que me apercebi que já de lá sai há 10 anos. Uma década. Muito tempo! Fiquei com uma enorme nostalgia, por voltar aquele local onde formei os meus primeiros amigos da idade adulta. Muitos deles ainda hoje  me acompanham, apesar dos pedregulhos do caminho.

Por isso fui até lá cheio de bons sentimentos.

A rua estreita lá me levou até aquele local de ensino.

Recordei as praxes, as risadas e engates de porta, os comentários dos últimos dias e cheio de bons sentimentos entrei. Lá estava o símbolo do local a dizer-me olá. Ri-me sozinho. Estava tudo na mesma. Ok, os senhores da porta não eram os mesmos, as caras dos corredores eram outras, mas o resto...

Subi os degraus pé ante pé...

E fui apanhado de supresa. O corredor longo, cheio de gente, onde abundavam cadeiras e espaços de conversa desapareceu. Deu lugar a uns tapumes horríveis. Talvez por isso estivesse vazio. Não havia por ali ninguém...isto apesar de ser Junho. Pairava um silêncio quase sepulcral...

Subi as escadas até ao bar, onde tinha marcado o encontro.

A desilusão instalou-se. Naquele espaço, outrora repleto de cadeira de gente a estudar, na conversa, a gritar, e especialmente a jogar ás cartas- tantas boas horas ali eu passei-, estavam agora meia dúzia de gatos pingados. O atafulhar de cadeiras e mesas também desapareceu. Restam meia dúzia de espaços e umas 30 cadeiras. O bar já não apresenta as caras do senhor Jorge e do outro...que já não me lembro do nome mas que me fez rir e gritar muitas vezes.

A Associação de Estudantes também se mudou. Saiu da micro sala ao lado do bar, para não sei onde. E aquele micro espaço transformou-se numa mini sala de aulas. Aquele espaço onde se marcaram reuniões, se discutiu política, affairs, se fez sexo e se tratou de mil e uma coisas transformou-se num espaço sem emocção, descaracterizado... sem vida!

Fiquei com uma sensação de vazio enorme.

Até que vi uma cara conhecida. A frase que ouviu deixou-me ainda mais deprimido:

- Isto já não é como era pois não? Perdeu a alma...

Se perdeu. Era isso mesmo que eu sentia. Que o sítio onde eu tinha vivido alguns dos momentos mais fortes e emblemáticos da minha vida se tinha transformado numa casca oca do que era!

Buáaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Voltarei a falar deste assunto...

Agora estou vazio!

publicado por Psyhawk às 14:56

Se há coisa que detesto são pessoas que não cumprem com a palava. Que a alteram. Que a mudam, transformam para satisfazer os seus pequeninos sabores e dissabores. Detesto sentir-me ludibriado, enganado e abalado por coisas que não preciso.

Por isso acautelem-se.

Começou a Tolerância Zero.

publicado por Psyhawk às 11:53

21
Jun 07

Alguém se apercebeu disso?

Despeçam o São Pedro

publicado por Psyhawk às 12:19

Junho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15

20
23

24
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO