Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

31
Out 07
Ando sem tempo para nada. Mesmo nada a não ser trabalhar,. mas prometo voltar ao activo esta semana. prometo mesmo. Há tantas novidades... Reuniões com colegas de turma festas mil E mais mil e um embaraços Volto já...talvez logo ou amanhã de manhã. Mas está prometido
publicado por Psyhawk às 13:06

26
Out 07
Estou de folga e vou ao cinema...
publicado por Psyhawk às 15:18

24
Out 07

Alguém tem bons concelhos?

Alguém quer vir?

Vá votem... e candidatem-se. LOL

 


Get your own Poll!
publicado por Psyhawk às 20:28

Vou voltar umas semaninhas atrás no tempo.

Metam-se lá na máquina do tempo... já está tudo acomodado? Ai vamos nós. Ok, não é muito...são só três semanas. Ok, chegaram todos bem? Vejo ali que falta um cérebro, mas deixem estar que depois vou lá buscá-lo! eh eh eh ehe

Mas vamos lá ao que me levou aqui.

Todos sabem, porque eu sou um chato galocha, que há umas semanas estive em Londres.

Prometi à minha amiga super babe escrever sobre este tópico e esqueci-me.

Estive, durante os meus poucos dias fora de Portugal, na estranhíssima Tate Modern. Este Museu de obras de arte moderna, exibe os objectos e os quadros mais estranhos que possam pensar ou imaginar. É como se estivessem a gozar com a nossa cara. Uns parece que foram feitos por uma criancinha de cinco anos, outros são uma autêntica patacuada. Mais de 50 por cento são imperceptíveis e outros poucos nem percebemos onde começam e acabam. Uma pessoa sente-se parva... e garanto que os portugueses- que me cruzei com vários- são os que mais se irritam com aquilo. Por isso não falrou ouvir piadas engraçadas...eu próprio disse algumas...á medida que se vai passando pelas "obras de arte".

Porém houve 3 que me irritaram mesmo.

1- Duas mesas de diferentes medidas estão expostas e isoladas numa sala. Estão de pé, mas cortadas e coladas, parecendo que a mesma mesa está um pouco coxa. O título é: Encontros e desencontros de culturas! Sim, pois...eu acredito. É a mesa lá de casa do artista e pronto, não se fala mais nisso. Senhores!

2- Um quadro completamente negro é descrito assim: a felicidade e o riso...só se for ao fim daquele túnel de escuridão. Mais de metade das pessoas fica ali meia parva á espera que lhe expliquem onde está a piada da coisa.

3- Uma cadeira está enfiada dentro de um armário, seguros ambos por cimento. A descrição é: Pieta, (aquele famoso quadro que está no Louvre). Maria amamenta Jesus. Onde? Quem é quem? O armário é a Maria? Mas quem é que se lembra de uma coisa dessas?

Ou seja parece que andam a gozar connosco o tempo todo

Metade das obras de arte não tem eira nem beira.

Felizmente, como tudo o que há para ver em Inglaterra e é de exposição pública, este museu é de borla.

publicado por Psyhawk às 20:09

22
Out 07

Eu realmente não compreendo algumas pessoas. Não consigo, que querem.

O senhor não me parecia inculto nem nada que se parecesse, mas o acto que tomou deixou-me aparvalhado.

Estava eu no balneário quando vejo um homem chegar a protestar. Tinham-lhe roubado os ténis, dizia. Fiquei chateado, porque sempre julguei o ginásio seguro, e preocupado pois temia que um dia me acontecesse o mesmo.

Foi assim que me senti por 30 segundos...

...até perceber a história.

Um dos rapazes lá do Holmes veio tentar perceber o problema do homem e aqui fica a conversa:

- Então o que é que lhe roubaram

- Uns ténis!- diz indignado o homem- Eram novinhos e de boa marca.

- Então, mas mexeram-lhe no cacifo, foi?

- No cacifo?- perguntou o homem como se aquilo fosse algo do outro mundo

- Sim. Abriram o cacifo? Mexeram-lhe no seu espaço?

- Não!- respondeu indignado, fazendo o rapaz parecer parvo

- Então explique lá- pediu o rapaz um pouco aparvalhado

- Eu quando vou tomar banho deixo sempre os meus ténis aqui fora. Debaixo do meu cacifo, para apanharem ar. Nunca demoro mais de 10 minutos. E hoje chego aqui e roubaram-mos!

- Mas não estavam no cacifo?- repetiu o rapaz

- Já lhe disse que não Estavam aqui em baixo!

O rapaz rebolou os olhos

- Mas o senhor sabe que aqui estão à mercê de qualquer um que passe. basta uma pessoa mal intencionada.... Dentro do cacifo estão seguros. Por isso é que as pessoas do Holmes tem um cadeado e um cacifo. para que isto não acobteça. Dentro dos cacifos os objectos estão seguros... se vai ausentar-se dos seus pertences mais do que uns minutos, não convém deixar nada á mão de semear. Para que não aconteçam estas coisas.... percebeu?

- Eu quero lá saber- dizia o homenzito- Quero os meus ténis. Como é que é possível que os senhores achem isto normal. Eu pensei que isto era seguro.

- E é- disse o rapaz. - Mas é ainda mais quando as coisas estão dentro dos cacifos, especialmente as coisas de valor...como os seus ténis.

A luta continuou mais uns 15 minutos.

Confesso que depois me aborreci.

Não me apetecia ouvir o ignorante do homem. Ou ele pensava que por estar num balneário a mão alheia não existia?

Ele pensava que os cacifos eram para o quê? Fazer crescer o oxigénio?

Há gente que não devia ter direito a ter cérebro!

publicado por Psyhawk às 22:09

publicado por Psyhawk às 00:06

´~

 

Disse eu tantas vezes que a minha vida era parecida com a serie que tive que comprar os primeiros 21 episódios. Alguém que relembrar comigo?

publicado por Psyhawk às 00:02

21
Out 07

Este pais premeia a mediocridade. É uma frase que descobri há uns meses e que com o tempo foi-se tornando cada vez mais verdadeira.

Se és imperfeito, mandrião ou simplesmente um vilão, estás garantido em Portugal e nas suas muitas empresas...quem sabe mesmo na política!

Mas se gostas de trabalhar, vencer na vida sem injustças, e gostas mesmo de ajudar...então é melhor mesmo emigrar. Porque aqui, o melhor que te vão dar é um adeus, sayonara, adieu, goodbye... e um belo xuto no cú!

publicado por Psyhawk às 21:12

Estar na praia, no campo, em casa, no cinema, no raios que me partam...menos a trabalhar! Why, Why, Why??????????
publicado por Psyhawk às 14:04

17
Out 07

 

Confesso que hoje não era para aqui por as patitas. Ia ficar a noite toda a ouvir música e a reflectir. Nada mais. Há dias que também preciso.

Porém comprei um CD que me está a pôr os cabelos em pé.

Se há coisa que odeio é fazer uma má  compra. E esta foi péssima.

A Jennifer Lopez desde que casou só faz porcaria.

Oh senhores. A senhora solteira era tão mais liberta, rebelde, criativa. A verdade  é que o novo CD da senhora, que dá pelo nome de Brave, nada tem a ver com os anteriores. É uma pastilha pop plástica, tirada do final dos anos noventa e sem qualquer grosso de inspiração. É tão simplório que assusta. Nem parece a pessoa que me fez dançar ao som de Get it Right, Jennifer From the Block ou Waiting for Tonight, já para não dizer outras. Que seca de disco.

O único momento que me faz levantar a cabeça é o single Do It Well  a versão remix) e a última canção, Brave.... o resto...brrrrrrrrrr

Só não vai pela janela, porque 17 euros a mim, custa-me a dar... 

publicado por Psyhawk às 21:53

Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

15
18
19
20

23
25
27

28
29
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO