Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

31
Mar 08

Quando me perguntavam o que queria ser quando fosse grande- já foi há uns anos, confesso- disse, cedo, que queria ser jornalista.

Não passei pela fase do polícia e a do professor deve ter durado pouco mais de um ou dois dias. Cheguei a pensar virar-me para a fotografia, mas depois acabei por desistir. E fui para escriba.

10 anos depois...sim, dez...

Já sou escriba há 10 anos e hoje- ok, talvez há uns meses- comecei a achar que não sei se vou ter paciência para o ser muito mais tempo. Estão chocados? Eu não!

Começa-me a irritar ter que falar da vida dos outros, do que se passa no mundo, de ter que saber sempre mais um bocadinho que o comum dos mortais... de ter que ter fontes, de ter que conhecer pessoas, de ter que...

Será assim tão horrível descobrir que me estou a desiludir da profissão ao fim de apenas 10 anos? E que vou fazer a seguir se acho que pouco mais sei fazer que aquilo?

Hoje estive com um entrevistado que me disse que sempre que muda de lugar- e já mudou algumas vezes- transforma-se e agarra uma nova profissão- a de actor é recente- e que até adquire novas formas de falar, de agir... tudo para não se fartar nunca do que quer fazer. Diz que o faz porque não tem pena do passado e que só pensa no futuro...

 

Isto dá que pensar porra!

publicado por Psyhawk às 21:45

30
Mar 08

Quem não a tem? Não viram o filme? Senão o fizeram vão a correr... é dos melhores dos últimos tempos.

Mas para os preguiçosos, deixo aqui uma explicaçãozita rápida e indolor. Esta Bucket List, é uma espécie de inventário do que querem fazer até morrer. Coisas que, por mais impossíveis que sejam, podem, de alguma forma ser realizaveis, desde que para isso coloquemos a nossa cabecinha a trabalhar.

 

A verdade é que ao longo da minha vida, a Bucket List que fui fazendo ainda tem poucos riscos. Os que consegui atingir e concretizar foram, até agora, de pouca monta. Pelo menos é analise que faço hoje...

É como se faltasse aquele grande salto para que a lista tivesse realmente significado.

Por isso interrogo-me muitas vezes se a vou conseguir riscar por completo até dizer adeus a este mundo. Há tanta coisa que gostava de fazer. Desde viagens, pequenas e grandes, a conhecer pessoas que realmente me tornaram a a pessoa que sou hoje...até simples concretizações de sonhos, por mais ridículos que sejam...

O que concluímos é que a vida é curta demais. Os anos passam a correr e os meses são simples borrões... nem vale a pena falar de extratos de tempo menores. Por isso é que há medida que os anos passam vou ficando mais nostálgico. Talvez porque veja que a Bucket List, que até agora era grande mais com muitos anos pela frente está quase do mesmo tamanho mas os anos que me restam para a deixar completinha é que já estão a diminuir circunstancialmente...

 

publicado por Psyhawk às 23:06

27
Mar 08

 Ola Svensson- Rain

 

 

Danny Saucedo- Tokyo

 

 

Charlotte Perrelli- Hero

 

 Da Buzz- Dangerous

 

 

 

BWO- Lay Your Love on Me

 

 

Kitch que dá gosto!  

publicado por Psyhawk às 23:49

Pois... a pirralha acabou por fazer o pais e os papás pensar no estado da educação do nosso Portugal.

Eu, tu, as pessoas à nossa volta...todos querem saber porque raio hoje ninguém quer saber de estar numa sala de aulas? De querer aprender?

Ok, confesso que fiz as minhas travessuras- e não foram tão poucas como isso-mas a verdade é que, apesar de ter estudado em duas escolas problemáticas, poucas vezes vi situações como as que hoje se falam na TV.

Claro que vi professores serem agredidos verbalmente, e outros até ameaçados, mas na altura, confesso que sentia que existia um poder, que nos proibida de alguma forma de exagerar. E quando isso acontecia, regra geral as consequ~encias eram graves...para o agressor!

Eram como barreiras. Na realidade, acho que isso se chamava respeito.

Ok, as aulas eram chatas, mas quando hoje olho para alguns curriculuns vejo o quanto se tornaram ainda mais desinteressantes. São pilhas e pilhas de matéria a vomitar, muitas vezes sem qualquer interesse para o professor e muito menos para o aluno. O que interessa é chegar ao fim do livro e da matéria para daqui a uns meses se poder fazer um exame qualquer...e depois esquecer tudo o que se aprendeu. A continuidade da avaliação foi à vida e empinanso está de volta..

Por isso...para quê esforçar!?

As pausas entre aulas são mais curtas, as aulas são exageradamente grandes (90 minutos??? please!), a matéria, muitas vezes, nem cultura geral é...existe apenas um amontoado de conhecimentos que jamais vão servir para coisa nenhuma.

Chegou a altura deste pais pensar se quer formar pessoas...ou fazer crescer um bando de animais viciados em telemóveis, roupas de marca, dependentes de telenovelas e de cultura de 15 minutos.  Ou então se quer pessoas?

Eu gostava de que se criassem pessoas...

publicado por Psyhawk às 23:31

26
Mar 08

Só para dizer que ainda fico chocado ao ver o video da pirralha e da professora. Onde vão parar as maneiras? E o poder dos professores? E este ministério da educação que transformou as nossas salas de aulas em locais de debitação e não de aprendisagem.

Venham de lá os calhamaços de matéria, fora com a educação.

Ainda estou pasmo...e acho que vou ficar mais.

Mas pior pior foi que quer a miuda quer o tipo que filmou já foram levados à televisão para brilhar como se estrelas de Hollywood fossem. Fazem merda e têm direito a 15 minutos de fama.

E falo eu mal dos famosos...chiça!

publicado por Psyhawk às 01:56

25
Mar 08

O que me irrita nestas pseudo famosas é a capacidade que tem de se fazerem inocentes quando não o são. De se passarem por ingénuas quando são verdadeiros são umas vacas. Dizem-se virgens à la Britney Spears e na realidade dormem com tudo e com todos. Nada lhes escapa: e o que vier à rede...é peixe!.

Fazem trinta por uma linha...mas são umas santas.

E quando alguém lhe descobre a careca- que é o que acontece quando se tem amigos falsos...e elas têm às carradas, pois são os seus favoritos- ficam insultadas, irritadas e sentem-se frageis e perseguidas.

Mas assim que se vira as costas já estão  prontas para outra asneira...

E quando acham que foram apanhadas insultam os outros. Chama-lhes bêbados, parvos, maus caracteres...apregoam um odiozinho infantil... 

Queridas curem-se.

Porque cada vez tenho menos paciência para vos aturar.

E felizmente não sou o único!

publicado por Psyhawk às 00:17

23
Mar 08

Não me apetece voltar amanhã a trabalhar. Se bem que estive uma semana de férias, na qual me dediquei a fazer absolutamente nada, não me apetece já voltar ao ritmo louco a que habitualmente mergulho.

Queria mais uns dias de paz, mas pelos vistos não vou ter sorte nenhuma.

Enfim...on with the work

publicado por Psyhawk às 21:53

20
Mar 08

A minha mãe anda louca...

Alguém sabe onde é que andam as calças favoritas dela?

Já me ligou e tudo!

 Diz que atou o diabo- tradição aqui em casa que consiste em dar um nó com um lenço ou um pano numa perna de uma cadeira. Diz a velhinha lenda que assim o diabo fica preso e é obrigado a soltar o objecto que roubou.

 Costuma resultar, mas desta vez...

É bom que o gajo traga depressa as calças senão enlouquece tudo aqui em casa!

publicado por Psyhawk às 10:50

 

Foi ontem que a cantora norte americana deu show em Lisboa. Um concerto onde não só abundaram os hits mas também canções menos conhecidas. Alicia Keys provou que voz não lhe falta e que mesmo ao piano, sabe dar um espectáculo que põe toda a gente a mexer.

Os melhores momentos foram mesmo Butterflies, How Come You Don't Call Me Anymore e as canções finais No One e If I Ain't Got You. Brilhantes...especialmente No One que pôs o Pavilhão Atlântico em frenesim...

E de Alicia acaba aqui a minha dicertação.

Pois... vou falar mas não do espectáculo. Há pois é... Vou falar de regras, regras para ir a um concerto. Ou antes o que não fazer numa salinha de espectáculos. Atentos...aqui vai:

1- Saltos altos são proibidos- ok, as meninas ficam mais altas, mas ao fim de três canções já só pensam na dor do pé e como podiam ter ido de ténis. Fossem! Ninguém vos mandou pensar que um concerto era espaço para engate fácil. Além disso, isso é grio é na disco ok?

2- São proibidos "áfros"- Não, não estou a falar de africanos...estou a falar daqueles penteados estranhíssimos que muita gente gosta de lavar a este género de espectáculos- especialmente hip hop e R&B- em que ocupam mais espaço que o próprio e tapam a vista a quem está atrás. É giro e tal, mas é lá em casa...

3- Cartazes rua- Pois, são giros e tal, e com muuuuuuuuuuuuuuita sorte o artista até os vê- se tiver óculos e se a luz não abafar o que lá está escrito- mas apenas quando estão nas duas primeiras filas. Depois disso só servem para irritar e arriscam-se, as portadora- normalmente são sempre meninas histéricas- a levar com uma lata na cabeça só por taparem a vista aos outros.

4- Gritar quando se entra no espectáculo- Porquê senhores? Mas estão a fazer-vos mal? Arrancaram-vos um pedaço? Nada disso. Entrar aos gritos, só porque se foi uma das primeiras 30 ou 40 pessoas na sala não ajuda e só fura timpanos aos outros. Desnecessário, infantil e muito irritante.

5- Cavalitas- És baixinha, quiseste ir ao concerto mais ficaste para ai na 40 fila? Pois, acontece. Tivesses vindo mais cedo, corrido mais depressa, etc e tal. O que não vale é pores-te às cavalitas do boyfriend. Ele fica a parecer todo machão durante 30 segundos até que um inteligente qualquer pegar na presilha das calças da menina e a atirar cá para baixo. Magoam-se os dois, dá chatice...e tudo porque a menina não quis ir mais cedo. Normalmente os aplausos ouvem-se quando ela cai no chão ou ele faz figura de otário!

6- Fumar- Graças a deus já vai sendo proibido, e acabaram as nuvens de fumo por todo o lado, mas há sempre um espertinho ou outro que arrisca. Pois, mas incomoda os outros e muitas das vezes queima partes do corpo ou da roupa que custaram muito a "fazer" ou "pagar". Por isso deixam lá a nicotina na rua pode ser? Ou não aguentam duas horinhas? Se não aguentam, tem um bom remédio: não venham!

7- Bêbados não- Nunca percebi as pessoas  que vão para um concerto intoxicadas, seja com drogas ou álcool. Não pagaram para o concerto? Não estão ali porque o artista vos interessa? Ou vão porque o dinheiro abunda lá em casa e é giro é apanhar pielas e ficar todo maluco? Se é assim, há a rua ok? Não estraguem o que os outros querem ver!

8- Parem lá com o telemóvel e a máquina fotográfica- Novo vício: filmar e gravar toda e qualquer canção que o artista cante. Uns com o telemóvel, outros com a máquina fotográfica. São às centenas e lamento dizer, tiram a atenção do show em si mesmo. Ok, uma ou duas vezes é giro, mas sempre como já vi tanta gente fazer?! É para pôr no Youtube? Se é vejam lá se é em condições! Senão, lamento dizer, não vale a pena! E gravar a canção? Ui... dá cá um resultadão! Mais...e estar ao telemóvel com o namorado, a amiga ou a mãe, quando dá aquela música ou a outra. Normalmente faz-se figura de otário, porque ninguém vos ouve e acabam por gastar dinheiro em vão!Ahhhhh, já agora... enviar toques e passar mais de metade do espectáculo a trocar mensagens com a mãe, o pai, o namorado ou o piriequito também não ajuda tá?

9- Chorar- Eu sei, estão emocionados e tal, mas é preciso? Especialmente quando não há grande razão?

E acho que chega senão ainda vou dedicar este blog a este tema

publicado por Psyhawk às 10:08

19
Mar 08

 

Eu por cada edição que passa, interrogo-me se esta gente sabe fazer alinhamentos. Mas enfim...não vale apena questionar, porque as respostas nunca são muito bem educadas (em 2004 tive uma  que me levou a escrever um post sobre a educação de quem servia aquele festival). De qualquer forma, já está decidido que o dia 31 é meu. Os outros não me fazem mossa (embora gostasse de ir espreitar a Joss Stone), mas no dia da Alanis e dos Bon-Jovi lá estarei a cantar em plenos pulmões.

Só não percebo porque é que que o mínimo Alezandro Sanz (não sei se é assim que se escreve) está a fazer no meio destes dois gigantes, mas enfim!

 

publicado por Psyhawk às 12:41

Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

18
21
22

24
28
29



subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO