Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

19
Mar 07

Quando é que que realmente passamos a adultos?

Aos 18, quando atingimos a maioridade imposta pelo estado?

Quando dizemos adeus à virgindade, como ditam os povos africanos e asiáticos?

Aos 21, como ditam as leis estrangeiras?

Ao ter o primeiro emprego?

Quando?

O que faz com que deixemos de ser miúdos e nos tornemos adultos? Existirá uma barreira? Haverá um sinal sonoro a indicar esse facto?

Acho, que de uma forma ou de outra andamos sempre à procura desse facto, por muito que o neguemos. Parece que só assim sabemos que  estamos aptos para integrar certas conversas, pertencer a certos ambientes...

Mas até agora, eu pelo menos, não havia ainda decidido se estava num lado, o dos putos, ou do outro, o dos adultos.  Ainda não ouvira a sirene... isto apesar dos 32 já estarem mais que instalados na minha pessoa e há muito achar que a minha fase de puto desapareceu pelo cano abaixo!

Há uns dias descobri que sou adulto sim senhor.

O sistema de medição é simples e acho que todos concordam que é o mais exacto. Quem o mede são nada mais nada menos que as crianças! Simples e eficaz.

Enquanto nos tratam por tu, falam connosco sem grande respeito, e os pais e as mães deles nos tratam por meninos, jovens, rapaz (e isto falo no masculino...) é porque ainda não passámos a barreira de adultos. Mas no dia em que se referem a nós como senhores... ai, já não há nada a fazer e imediatamente os cabelos brancos aparecem e tornamo-nos os Adutos! Já não há nada a fazer.

A mim aconteceu-me esta semana no autocarro.

Uma criancinha de dois ou três anos brincava com o seu carrito pelo banco do belo bus. Ao seu lado, a mãe ia tentado entretê-lo para que este não notasse que a viagem, dos Olivais até ao Saldanha é mesmo terrivelmente aborrecida. Apesar da demora, o puto não parecia nada incomodado, e estava mesmo entretido com o seu popó...até que as minhas calças começaram a ser também a ser a sua estrada. A mãe ao reparar pediu-me desculpa e logo a seguir virou-se para a criança e disse:

- Não podes fazer isso ao senhor. Pede lá desculpa. Diz desculpe senhor...

A criança repetiu e imediatamente no meu corpo soou o tal alarme...

Pronto...sou Adulto!

DAMN!

publicado por Psyhawk às 22:29

1 comentário:
Bem vindo à realidade...
Anónimo a 23 de Março de 2007 às 22:35

Março 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
17

18
20
23
24

25
28
31


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO