Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

14
Mai 07

Pelos vistos hoje deu-me para ser franco.

Ontem à noite, sinceramente os Gato Fedorento, não me deixaram a rir. Faltava qualquer coisa. Estava, como os próprios dizem, fraquinho, fraquinho, fraquinho!

Por isso, de volta e meia saltava até à SIC e dei por mim a prestar atenção à reportagem do novo ídolo português: Cristiano Ronaldo.

E o que vi deixou-me estarrecido.

Em Portugal, quando alguém atinge uma projecção internacional de renome tapam-se todas as falhas e nódoas. Seja a longo prazo ou para sempre. Mas o certo é que a pessoa passa a ser perfeita, uma lutadora, alguém acima da média...  mesmo quando e todos o sabem, no melhor pano cai a nódoa

Não nego que Cristiano Ronaldo seja um rei dentro das quatro linhas do futebol, que o é, mas a verdade é que há mais para dizer sobre o rapaz. E aquela reportagem de ontem, nesses aspecto foi um fracasso em informação! Afinal, fora das quatyro linhas pouco ou nada se soube sobre quem é na verdade Cristiano Ronaldo!

Se os primeiros minutos foram feitos com algum rigor, sobre a sua infância, família, primeiros passos, a sua entrada para o Sporting e até a sua realização pessoal em Portugal, os que se seguiram deixaram muito a desejar. A partir dai, salvas raras excepções o assunto foi bola, bola, bola, bola... como o rapaz é bom, fantástico, como nunca desiste, como até nos piores momentos resiste... mas reportagem que é bom...nicles batatoides.

Afinal...onde estavam assuntos tão marcantes como:

A pobreza da família durante tantos anos e as dificuldades que tiveram em enviá-lo para Lisboa (foi passado um pano e falou-se tão levamente que ao fim de 15 segundos o assunto estava esquecido)

As reacções do rapaz à separação dos pais (que é público que foi marcante)

A dificuldade extrema que teve em adaptar-se a Inglaterra (também público)

A dependência que ganhou á irmã, mãe e cunhado por não conseguir falar inglês (abordou-se o assunto tão de raspão que parecia que ele, agora, já é um letrado em línguas)

Os vícios, as compras, as loucuras de um jovem de 22 anos (que tem e não são poucas)

As mulheres que já passaram pelas suas mãos, entre elas a nossa cara Mercê Romero, que segundo os jornais e o próprio o marcaram seriamente pessoal e profissionalmente (algumas de verdade, outras pura expeculação)

A forma como ele lidou com a falta de privacidade (nem sempre da melhor maneira)

E podia continuar por aqui durante algumas horas

Se a SIC quer aprender a fazer reportagens de carreira, o melhor mesmo é sentar-se a ver um Behind the Music, ou Behind the Stars do VH1...isso sim, é fazer uma boa pesquisa!

 

Venha dai esse fel!

publicado por Psyhawk às 22:33

2 comentários:
Junto-me ao teu clube de reclamações. Lá está, eu não vi (que tenho mais que fazer e tal), mas acredito piamente no que dizes, até porque... tenho um pai em casa que delira à fartote com CR7.
Babe, a Certificada a 15 de Maio de 2007 às 08:17

ó migo, essa coisa que te está no sangue de quereres invadir a vida pessoal das figuras públicas a atirar para o dramalhão é o máximo, LOL, deixa lá o rapazito em paz, eu acho que a finalidade da reportagem não era essa...
Belita - Party Girl a 15 de Maio de 2007 às 10:22

Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

17
19

20
26

29


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO