Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

16
Jun 07

E lá casou o santo milagreiro mais uns poucos. 12, se não me falha a memória.

É um feito que nunca percebi porque é que se atribui a um santo. É que a bem ver as coisas, destes 12, se sobreviverem até daqui a uns 5 anos, metade, já temos muita sorte.

Por isso acho que em vez de um santo, quem devia juntar as pessoas devia ser uma especie de diabo regenerado. Um arcanjo...sei lá. Só uma pessoa com algum sentido de humor, um bocadinho de sarcasmo e alguma maldade interior obriga certas pessoas a percorrerem um altar e a viverem juntas anos a fio... quando na realidade cobiçam tanto quem anda por ai `a solta!

Eu sei que os anjos, e o destino, lá protegem uns quantos, mas a verdade é que é estranho haver um santo para casar pessoas. Ainda para os divórcios percebo. É que para chegar ao fim de um, é muitas vezes, preciso a paciência de um santo.Mas enfim, o mundo não é perfeito.

E como não podemos pensar só em coisas negativas, deixo aqui duas imagens que traduziram este meu Santo António passado em boa companhia, alguma sangria, uma t-shirt gira (que não aparece na imagem, mas um dia será aqui reservado um espaço apenas para ela!), e muito encontrão (habitual!). Para o ano vou logo para o Castelo!

 

publicado por Psyhawk às 22:12

1 comentário:
Tu ainda não percebeste que o Santo António é um gajo sarcástico e muito sádico? Ele até promove os casamentos em grupo que é p'ra poder "enterrar" mais de uma vez só...!!
Nina a 17 de Junho de 2007 às 00:12

Junho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15

20
23

24
30


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO