Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

28
Jun 07

 

Ao passar, mais uma vez, os olhos pelo brilhante filme de Sofia Copolla, Marie Antoinette, descobri um pouco das pessoas que me rodeiam naquela bela película. Da fútil, mas inebriante rainha francesa, passando pelo seu marido, o rei Luis XVI, os fidalgos, os amantes, os cabeleireiros... todos eles preencheram subitamente o meu dia a dia. Fui capaz de colocar pessoa por pessoa a interpretar um papel...comigo a dirigir, tal qual a filha de Copolla.

 

É estranho imaginarmos a nossa vida como um filme.

É estranho porque não sabemos exactamente que papel temos nela, por muito que desejemos ser o realizador. Por isso, muitas vezes, andamos por ela (a vida digo eu) meio à deriva, à espera que alguém da produção nos entregue finalmente o guião que tanto queriamos.

Sim, porque desde pequenos temos um...nem sempre segue é à risca o que desejamos. E tal qual uma estrela de Hollywood, mandamos para trás... para que aquele draft seja transformado em algo mais apetecível.

Infelizmente esta película terá um fim. E por incrível que pareça não terá escrito no último frame, e viveram felizes para sempre. A palavra fim, será a última que veremos. Passados os muitos, longos e pesados minutos (ás vezes transformados em mais de 80 anos) que foi o nosso filme, não vamos estar cá para avaliar o produto final. Outros farão. Não sabemos se fomos cinco estrelas, acirrados por um qualquer Alvim, que nos deu apenas 2 ou 3 pontos positivos. Ou se realmente nem deviamos ter aparecido para estrear algo assim tão mau.

Gostava de saber, mas prefiro esta incógnita e ir dirigindo, o meu filme em direcção a um eventual Oscar. pode ser que ele apareça antes da película estar mesmo completa. Ás vezes acontece!

publicado por Psyhawk às 00:10

4 comentários:
Pois, tambem me pergunto muitas vezes que papel é o meu neste filme que, ás vezes, mais parece uma comédia grega!!
Quando olho para a tela, nem sei se rio ou se choro!
Hoje, por exemplo, estou mesmo numa é de espernear!!

Ana a 28 de Junho de 2007 às 10:29

A vida é como uma verdadeira carreira cinematografica, disso não há dúvida... o prémio carreira só se recebe mesmo quando a pessoa já está às voltas na tumba, ehehehe
Belita - Party Girl a 28 de Junho de 2007 às 11:37

Tás a ficar maluco!
Ainda te vou ouvir dizer que és o Napoleão...
Sugarfree a 28 de Junho de 2007 às 16:05

E quem sou eu no teu filme amiguinho???
Beijocas Gandis!
KCPowerpuff a 28 de Junho de 2007 às 18:00

Junho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15

20
23

24
30


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO