Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

01
Out 07

Deve ser um problema da idade. Tenho a certeza que é. Mas a verdade é que todos os solteiros que conheço( eles e elas, sem grandes distinções) passam neste momento por um medo de amar.

Não, não é medo pelo sentimento em si mesmo, mas pelo que vem, irremediavelmente a seguir. Normalmente dá pelo nome de desilusão, tampa ou chatice! Ás vezes as três na mesma!

Assim, ou seguem solteiros mais um tempo, porque nem se aventuram a ver o que há no mar do amor, ou andam ali, tipo urso à volta do mel...mas meter a pata, isso não metem.

Acho que invariavelmente anda tudo com medo ou de ser rejeitado ou que a coisa não corra lá muito bem. Há mesmo quem ache que perdeu o jeito de meter conversa com sicrano ou beltrano. O certo é  que o sentimento do medo impera. E isso atrasa tudo.

Ora não se diz o olá certo no momento perfeito; ora se deixa escapar a perfeita oportunidade para convidaraquele someone para sair; ou até de dar um beijo. Anda tudo na retranca. E "com algum orgulho" coloco-me entre esses da retranca.

É o medo de dar outro passo em falso. De cair pelas escadas abaixo e desta vez nem ter pachorra para nos pormos de pé. E isso vai fazendo a vida parar aqui e ali. O amor, esse, aquele sentimento, vai-se metendo num caixotinho, até melhores oportunidades...

Mas o que eu vejo, e olhem que apesar dos oculitos até vejo bem, é que acho que as oportunidades andam por ai a passar ao lado.

Tenho que me mexer. Vá mexam-se também!

publicado por Psyhawk às 23:15

7 comentários:
Do quê que estás à espera?!?!? MEXE-TE :)
P. Gira a 1 de Outubro de 2007 às 23:34

Mexe-te sim, que eu cá vou fazer o mesmo!

Medo? Que é isso?!

Ana a 2 de Outubro de 2007 às 11:06

Olha eu já me mexi e estou muito feliz... mas dar um passo mais sério tenho que confessar que me assusta...
Belita - party-girl a 2 de Outubro de 2007 às 11:15

Meu querido o amor assusta, pois claro que sim.
Mas a mim o que mais me assusta é viver sem ele, e deixar de arriscar.
O importante é procurar o que nos torna mais felizes. Eu procurei e encontrei.
Ñão tenhas medo, MEXE-TE e vai à luta!!

Bj
Magnólia a 2 de Outubro de 2007 às 18:52

My dear... o peso das experiências passadas começa a fazer mossa. Por muito que não se quyeira, vem um, vem outro e mais outro... e começamos a duvidar de nós próprios. Mas, tb acredito que são fases.
Babe Certificada a 6 de Outubro de 2007 às 15:00

E eis que a vontade de me mexer ressurge das profundezas após a leitura atenciosa deste texto! ;) O medo é muito de facto... mas é impossível não oncordar com o belo do ditado: quem não arrisca, não petisca...

Bjinho
Anónimo a 7 de Outubro de 2007 às 22:27

Ops, desculpa, esqueci-me de me identificar. O comentário anómimo é da Maga Patalógica...

Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

15
18
19
20

23
25
27

28
29
30


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO