Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

10
Out 07

Ok, sei que perece ridículo, mas há uma pergunta que me anda na cabeça há anos para a qual não encontro resposta.

Ao longo dos últimos anos, que sabemos que programa na televisão é o primeiro, o segundo o terceiro...enfim... tudo porque, algures por Portugal existe alguém com um aparelhinho em casa que dita, quais os programas que nós vemos. Essas pessoas são uma espécie de amostragem do público total. 1000 para ser mais exacto! 

O que eu não percebo é porque é que nunca conheci uma pessoa com um audimetro (é o nome do aparelhinho) em casa!?. Onde é que estão essas pessoas? Escondidas? Incógnitas?

Porquê, conhecem alguém?

É que eu ao longo de 32 anos não conheci um único portador deste maravilhoso aparelho!

Mais estupido ainda, é que gostava de pegar nessa pessoa e fazer-lhe um montão de perguntas...

Será que ela se sente culpada de ver programas merdosos, como a Floribella, o Contacto e outros do género?

Fará mais alguma coisa do que ver televisão?

E será pago por algum canal para o deixar no ar o dia todo, mesmo que esteja a ver a tv do lado, a que não tem audimetro?

E sentir-se à culpada quando se julga um apresentador pelos maus resultados que obteve?

Pode parecer parvo, mas isto moi-me a cabeça

E vocês, conhecem alguém com audimetro?

publicado por Psyhawk às 00:29

6 comentários:
Meu caro amigo,
Se fosse alcoolómetro eu garantidamente conhecia muitos a ter, alguns até rebentar a escala, mas essa coisa de medir as audiências não conheço ninguém que tenha, nunca vi nenhum nem mesmo nos tempos em que estive ligado à RTP. Na verdade lembro-me de uma amiga minha me falar que trabalhava numa chafarica qualquer em que o trabalho consistia em ver TV e medir as audiências, ela e mais 20 ou 30 fulanos e fulanas. Segundo me disse o trabalho era por turnos. Eles tinham que assentar quais os programas mis vistos. Agora como é que mediam isso não sei. Mas tendo em conta quem participa nesses programas acho que os medidores estão pelas províncias. Penso, não tenho a certeza. Mas gabo a paciência de quem perde tempo a ver a porcaria de TV que temos em qualquer um dos canais. Mas não deseperas que amanhã será pior
Abraço
Afgane a 10 de Outubro de 2007 às 22:21

É pá, agora que falas nisso... também não conheço ninguém que tenha o dito aparelho.
Se fossemos nós a ter o dito cujo, certamente que a programação televisiva melhorava substâncialmente. ;)
Bj
Magnólia a 10 de Outubro de 2007 às 22:32

Esta história do audímetro não é pura ficção?!?!? Eu estava completamente convencida que era mais um dos mitos urbanos que proliferam por este mundo fora. EHEHEH

Bjkas
P. Gira a 11 de Outubro de 2007 às 00:18

Também nunca conheci uma pessoa com um audímetro... Mas hoje tive que telefonar para a SIC e esperei em linha quase 2 minutos a ouvir canções das Chiquititas!!! ó pá, será que contribui para as sondagens???
Black Cat a 12 de Outubro de 2007 às 16:30

eheh ... a questão já me tinha ocorrido. Pesquisei na net e fui dar à Marktest Audimetria (http://www.marktest-audimetria.pt/). Se o audímetro há em mil lares, então (estimando cerca de 3 milhões de lares em Portugal) temos apenas 1 em cada 3 mil lares. Em princípio haverá uma cláusula de confidencialidade para quem tem os audímetros (caso contrário os canais poderiam pagar para que essas pessoas vissem mais o seu canal). Supondo que em média cada pessoa (das 3) desses lares deixa escapar essa informação a 25 amigos e que daí se espalha a mais 25 amigos (amigo que conta a amigo que conta a amigo que ...), então temos apenas cerca de 100 mil pessoas a conhecer alguém que tem um audímetro em casa. Com cerca de 10 milhões de portugueses, a probabilidade de uma pessoa escolhida ao acaso conhecer alguém com audímetro será de 1 para 100.

Ou seja, se for de esperar que vá haver mais de 50 comentários a este post, então é mais provável que alguém diga que conhece alguém com audímetro em casa, do que o contrário.

Eu não conheço!

(mas cuidado que as tecnologias de hoje já permitem uma série de informações. Não fico muito admirado (embora bastante transtornado) se os novos canais por linha telefónica/internet/TV digital fizerem (às escondidas) estatísticas com informações recolhidas sem conhecimento dos utilizadores.

:)
criptog a 14 de Outubro de 2007 às 20:57

Ola!!!
Eu trabalho na Marktest Audimetria e posso-te garantir que de facto existem os tais lares (1000) que colaboram no nosso estudo.
O recrutamento dos lares é uma tarefa dificil, e que todos os anos tem uma taxa de 30% de rotação, em q 20%eh por nao ter as condiçoes necessarias para ter o audimetro e as restantes eh por desistencia espontanea do lar.
Maria Joana a 4 de Dezembro de 2007 às 01:44

Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

15
18
19
20

23
25
27

28
29
30


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO