Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

11
Out 07

Londres também trouxe algumas histórias insólitas. Loucas mesmo. Porém vou aqui apenas contar uma. Ás vezes é o que basta...

São cinco da manhã. No autocarro que sigo vão cerca de 16 pessoas. Umas de pé outras sentadas. É madrugada e ninguém se quer aborrecer, até que chega um indiano. Tem cerca de sessenta anos. Um metro e sessenta e parece louco. Da porta do autocarro até ao local onde estou faz o percurso mais estranho, tentando não tocar em ninguém, nem nos postes do transporte. Como se tudo lhe fosse pegar uma estranha doença! Segue como se estivesse bêbado, mas não está. Habilidosamente consegue não se chegar a ninguém.

Quando se aproxima de mim "estaciona". Mas fica longe, o suficiente... e longe também de qualquer forma de manter o equilíbrio. Balança ali, ora para cá, ora para lá até à paragem seguinte. Então, tira um lencinho do bolso, envolve a mão e estica-se todo até uma especie de banco. É assim que viaja...quase a cair... 

Está totalmente esticado mas mesmo assim evita tocar em  mim e numa outra rapariga que entretanto se colocou ali ao pé. Ele equilibra-se periclitantemente durante mais de 12 paragens, passando o tempo todo a ajustar os óculos fundo de garrafa e a resmungar, como se estivesse a rezar.

Nas travagens mais fortes balança como um tem-te-que-não-cais, mas consegue o seu objectivo, não tocar em ninguém.

E subitamente chega o seu local de saída.

 Ao contrário das pessoas normais deixa que a porta esteja quase já a fechar para saltar por entre as pessoas e escapar-se na última nesga. Pelo caminho fez voltas incríveis para não tocar em nada, como se tudo tivesse germes. Depois chega lá fora e põe-se a gesticular com o autococarro

Pelos vistos malucos há em todo o lado!

publicado por Psyhawk às 00:53

2 comentários:
Bolas, isto há gente muito freak mesmo. :)

Adorei a forma como descreveste o episódio, deu-me vontade de estar em Londres e nesse mesmo autocarro, a ver o senhor a manobrar tudo e todos por causa dos germes. :)

Conseguiste deixar-me cheia de imagens mentais e a sorrir sozinha para o PC, com a minha colega de trabalho a olhar para mim, provavelmente a pensar que tem uma «gaija» doida à frente! Só que eu não tenho medo dos germes... ;)

Bjos
Maga Patalógika a 11 de Outubro de 2007 às 11:18

E umas fotozinha não há?? :-D
Kitty a 12 de Outubro de 2007 às 11:26

Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

15
18
19
20

23
25
27

28
29
30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO