Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

18
Fev 08

Não gosto de chuva. Não gosto, pronto. E acordar pela manhã com o som de água a cair, como se estivesse debaixo de um cascata menos me agrada.

Ainda se pudesse ficar em casa no quentinho do lar, a beber chá e a comer scones...

Agora ter que ir trabalhar e levar com chuva, que não pedi a ninguém...

Não há paciência.

Foi muito irritado que sai da cama.

Mais ainda fiquei quando decsobri que por causa de um buraco aqui na rua, provocado pela queda do chão (senhores o que estas cheias já fizeram de desgraças...e acho que a culpa é da Maria Elisa que ontem fez um programa dedicado ao tema. raça da mulher!!!) também não havia gás.

O humor, digamos que aqueceu...para não dizer que explodiu.

Sai de casa de telha... não...de tecto, porque o mau humor era tal que era perceptível a 200 metros de distância

Pior ainda fiquei quando descobri que o chapéu que levava estava com uma vareta partida, ou seja, deixava entrar água por tudo quanto era lado. Em poucos segundos comecei a ficar molhadinho que nem um pinto. Mas voltar a casa é que não! Decidi esperar pelo autocarro na mesma.

O dia de trabalho passou-se. Sem dramas, corridas ou achaques. Ao menos isso. Foi indo, devagarinho sem problemas.

Talvez por isso, e porque finalmente consegui sair cedo (upiiiiiiiiiiii) dei por mim  a caminho do cinema. Entre três ou quatro belas películas que queria ver (e que esperava que fossem boas e não as mediocridades que por vezes acaba por escolher)optei pela certa: PS- I Love You. Uma comédia dramática perfeira para este dia.

Sai do Corte Inglês feliz.

O filme tinha-me deixado com um humor perfeito. Finalmente, depois de tanta chuva e tanta molha,algo mesmo bom. Até me sentia quente por dentro (O filme é brilhante e o conceito está muito bem imaginado).

Vim para casa ao som de Matchbox 20, Westlife e Sugababes (eclético não?). E tudo correria bem até que mesmo à minha frente, no autocarro, sentou-se um senhor, que juro, não tomava banho há pelo menos 1 anos.

O cheiro era nauseabundo e se não fosse o meu belo perfume que já está entranhado no casaco acho que neste momento alguns de vocês estariam a caminho do hospital para me ver a morrer sufocado!

Pior mesmo só quando ele se mexia.

Felizmente adormeceu no banquinho "sogadito". Ao menos isso.

Sai e ele também. Embora estranhasse pensei que se dirigia a uns prédios de habitação social que existem por aqui. Eu sei que fiz um julgamento apressado e paguei por isso! Não é que dei por mim a vê-lo entrar no prédio mais fino aqui do bairro? Estava estarrecido. Eu sei que hoje não havia gás...mas era preciso cheirar assim tão mal? Não se podia lavar com água fria? E era preciso a roupa também cheirar a merdinha? Não podia ter posto uma nova? Fico a pensar que surpresas mais me trará o mundo!

publicado por Psyhawk às 23:11

2 comentários:
Eheheheh ... isso faz-me lembrar uma certa viagem para a Praia da Luz... :-P

Já vi que seguiste o meu conselho de filme... ainda bem que gostaste, eu também gostei muito!

Quanto à chuva, meu lindo, estamos no tempo dela... estamos é mal habituados

Beijooos
Dreamer a 19 de Fevereiro de 2008 às 10:32

Sabes o k te digo?! Tás a ficar um trintão mal humorado q rezinga com tudo...
Sugarfree a 19 de Fevereiro de 2008 às 11:52

Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
13
14
15

20
22
23

24
25
26
29


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO