Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

17
Mar 08

Pois é... hoje dediquei-me ás compras.

Ok...de manhã estive aqui a tirar uma entrevista- 32 mil caracteres- que me ocupou grande parte do tempo, mas à tarde meti-me pelos centros comerciais desta bela Lisboa- que fica horrível com a chuva, não há pachorra para poças- a fazer comprinhas.

Apetecia-me cheirar o verão das lojas.

 E como este ano até tenho andado poupadinho (porque não tenho tempo para respirar o resto do tempo) estava-me apetecer gastar dinheirama.

Mas acreditem não foi fácil.

Eu queria...mas parece que este ano as lojas estão contra mim. É linhos que amarrotam só de a gente lhes tocar, é coisas com cores que não lembram o diabo (ok, lembram, mas até ele usa óculos escuros para as envergar), é roupa de inverno a fazer-se passar por coisas de verão...

Foi uma asneirada.

No fim acabei por gastar meia dúzia de tostões numa casaco de verão que ainda para mais estava mal marcado. Sim, porque na Zara, que é onde faço muitas vezes compras- pobre que eu sou senhores- de vez em quando há asneira. Pois, o casaco que eu comecei por experimentar, dizia na etiqueta era um M. Calculei que não me servisse, pois quem me conhece sabe que esta barriga não ajuda em nada, mas arrisquei.

Mas milagre dos milagres quase que estava bom. Vai dai atirei-me para o L... estava satisfeitíssimo, afinal parecia que a dieta estava mesmo a fazer bem. E não é que este nem o conseguia vestir? Estava mais apertado que uma cobra quando quer comer um ratito! Vasculhei, vasculhei até que encontrei outro L. E não é que este já estava bom? Confuso fui avisar os gajos da loja do problema da marcação das etiquetas. Ficaram a olhar para mim como se estivesse a explicar uma teoria matemática complicadíssima. Ao fim de duas vezes, confesso, desisti.

Na caixa deparei-me com uma das raparigas que me tinha tentado perceber. E ai, sim, eu percebi que estava perante uma monglóide (e eles até são bastante inteligentes), pois além de me ter feito esperar mais de dez minutos para conseguir marcar as peças de roupa  que comprei (2 apenas)- não atinava com o código de barras e depois com os números da máquina-, esteve que tempos a rectificar a conta. Parecia não acreditar na máquina!

 

Foi preciso aparecer o supervisor a protestar- atrás de mim já estava uma fila do caraças- para a gaja desemburrar.

Há dias que mesmo quando queremos gastar dinheiro tudo se volta contra nós. Ou será uma viso dos céus?

publicado por Psyhawk às 21:01

Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

18
21
22

24
28
29



mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO