Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

31
Mar 08

Quando me perguntavam o que queria ser quando fosse grande- já foi há uns anos, confesso- disse, cedo, que queria ser jornalista.

Não passei pela fase do polícia e a do professor deve ter durado pouco mais de um ou dois dias. Cheguei a pensar virar-me para a fotografia, mas depois acabei por desistir. E fui para escriba.

10 anos depois...sim, dez...

Já sou escriba há 10 anos e hoje- ok, talvez há uns meses- comecei a achar que não sei se vou ter paciência para o ser muito mais tempo. Estão chocados? Eu não!

Começa-me a irritar ter que falar da vida dos outros, do que se passa no mundo, de ter que saber sempre mais um bocadinho que o comum dos mortais... de ter que ter fontes, de ter que conhecer pessoas, de ter que...

Será assim tão horrível descobrir que me estou a desiludir da profissão ao fim de apenas 10 anos? E que vou fazer a seguir se acho que pouco mais sei fazer que aquilo?

Hoje estive com um entrevistado que me disse que sempre que muda de lugar- e já mudou algumas vezes- transforma-se e agarra uma nova profissão- a de actor é recente- e que até adquire novas formas de falar, de agir... tudo para não se fartar nunca do que quer fazer. Diz que o faz porque não tem pena do passado e que só pensa no futuro...

 

Isto dá que pensar porra!

publicado por Psyhawk às 21:45

7 comentários:
É um risco... Mas deve ser empolgante! :)
Mrs. Sea a 1 de Abril de 2008 às 09:34

Eu cá, quando me perguntavam o que queria ser quando fosse grande, cheguei a dizer que gostava de ser vampira, mas que também não me importava de ser lobisohomem. É o que dar passar a meninice a ver filmes!!!!!!!!!
Nini - The Marshmallow Girl a 1 de Abril de 2008 às 09:52

Amigo, eu diria que tu até demoraste muito a fartares-te de escrever sobre a vida dos outros, eheheh!!!
Belita - party-girl a 1 de Abril de 2008 às 12:38

Com o mesmo tempo que tu desta profissão, já percebi que das poucas coisas realmente boas que tem é a de conhecer lugares e pessoas interessantes. Até que enfim, um pensamento útil. Espero que publiques isso entre um adultério e uma operação plástica ;)
Carlos a 1 de Abril de 2008 às 21:04

Já te tinha dito que quando era pequena e me perguntavam o que queria ser eu dizia "reformada!"???
Deve querer dizer algo sobre mim... não sei muito bem o quê...
Peanuts a 2 de Abril de 2008 às 21:36

Nós lá dizemos o que queremos ser, mas sem o experimentar como ter a certeza??? É perfeitamente norma teres dúvidas e até desilusões. E nunca é tarde para tentar de novo!
Allie a 3 de Abril de 2008 às 18:43

Essa história veio exactamente na hora exacta em me vejo na hipótese de ter que largar o passado e pensar no futuro. Exactamente as palavras que eu precisava de ouvir! Ou ler ;)
Carla a 4 de Abril de 2008 às 20:32

Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

18
21
22

24
28
29



mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO