Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

13
Jan 05

É com algum embaraço que digo que antes do filme, Á Procura da Terra do Nunca, ter acabado, lágrimas várias escorriam pelo meu rosto. Era como se todas as emoções dos últimos tempos estivessem concentradas ali, naquele exacto momento. Porque depois de muito me torturar acho que finalmente achei a Terra do Nunca. E acho que foi ela que resolveu todos os meu problemas, toda esta dificuldade que tem sido aceitar que os 30 estão já a bater à porta...e que não é por isso que a vida vai acabar- embora eu sempre soubesse que assim era e poor poucas vezes o tivesse admitido.


O brilhantismo da realização, a capacidade extrema do argumento de provocar emoções e os desempenhos de Johnny Depp e Kate Winslet e dos míudos fizeram-me explodir por dentro. E acreditem não é comum deixar que as lágrinmas cheguem até aos meus olhos. Até já tinha pensado que o poço há muito havia secado. Mas toda aquela emoção, acho que me devolveu ao mundo dos vivos. Não sei como expressar aquilo que dentro de mim mudou...acho que a história para quem já viu, ou vai ver, diz tudo. Nunca esqueças a crianças que há em ti. Nunca deixes que a tua imaginação se perca. Não percas o espírito, mesmo nas horas mais difíceis.Aproveita todos os momentos que passam por ti...mesmo os maus. Enfim...


O certo é que até ao final de Dezembro não tinha ainda contabilizado nenhuma película que merecesse um Oscar...


Encontrei-a!

publicado por Psyhawk às 22:29

1 comentário:
Fico muito contente por ti!!!Há quem goste
</a>
(mailto:anasmonteiro@zmail.pt)
Anónimo a 14 de Janeiro de 2005 às 17:45