Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

24
Jul 08

Sorriem às 9; uma hora e meia depois estão de trombas. Uns segundos depois estão tão bem dispostas que até irritam.

A seguir querem ser os teus melhores amigos e dar-te os melhores conselhos do mundo. Mas eis que resolves perguntar o que se passa. Afinal a esquisiofrenia não é uma doença rara. Do outro lado a pessoa torna-se agressiva, deixa-te de falar e depois já te odeia. Para ao fim do dia estar contigo como se nada se passasse.

 

Eu sei que há pessoas confusas, aborrecidas, que acordam de manhã viradas para este e vão virando para oeste hámedida que o sol vai rodando no horizonte, e que para cúmulo não sabem escolher o humor em que andam; mas irrita-me solenemente este género de gente que acha que além disso deve comandar as emoções dos outros só porque sim.

 

eh pá curem-se

publicado por Psyhawk às 11:30

23
Jul 08

Corre para a direita. Corre para a esquerda.

Passa horas de seca.

Esquece-se de almoçar e janta a horas pouco próprias para seres humanos. Tem uma vida caótica e sempre cheia de transformações raramente planeadas.

Alguém me explica porque é que eu não estou já esbelto, magro e maravilhoso?

publicado por Psyhawk às 10:35

21
Jul 08

Nas próximas semanas não se espantem se isto mudar de visual umas quantas vezes. Ando a ver novos looks e até agora nada me agradou muito.

Vamos ver no que é que isto dá.

Este é o primeiro

publicado por Psyhawk às 00:13

20
Jul 08

Aos 33 anos não tenho tempo para perder com programas a meio termo. A fase não é recente mas cada vez acho a vida mais preciosa e não admito deixar-me aborrecer, chatear ou  deprimir com algo que podia ter sido absolutamente fabuloso...

É como se me estivessem a roubar anos de vida.

 

 

E a verdade é que sinto que já perdi alguns. Deixei-me embrulhar por desejos, por vaidades, por coisas que realmente não importavam e aos poucos fui perdendo o meu rumo. Fui deixando-me viver sem realmente aproveitar. Sem realmente escolher e crescer...

 

Se bem que nunca quis ter uma vida comum também não queria perder a carruagem. Mas viver neste meio termo não é fácil e o compromisso que obtemos com nós próprios nem sempre me facilitou a vida.

 

Por exemplo, deixei o meu coração empedrecer para não me magoar mais. Já nem sei há quanto tempo não me apaixono de verdade. Que sinto o coração bater à velocidade da luz e quase explodir. Ás vezes ele dá sinal, mas depois é abafado pelas curcunstâncias da vida... que levam sempre a melhor.

 

E agora que penso...fazia-me bem voltar a sentir cheio de borboletas no estômago, e com uma vontade de viver para alguém...

 

Por outro lado quis aproveitar a vida o mais possível. gozar cada segundo, seguir as modas, ver o que me rodeava, viajar (embora nunca até muito longe)... mas sem exagerar (terá sido esse o mal?). Dei por mim por um lado a ser criticado por não crescer e por outro por querer ser alguém que não sou. Hoje, por vezes penso que nem sei bem quem sou eu.

Se vou para a esquerda ou para direita...

 

Dei passos errados nas horas certas e passos certos nas horas erradas. Frase cliché sem dúvida mas que me marcaram muito os últimos anos.

 

Ora vejemos...só agora saio de casa, mas pelo menos faço-o de barriga cheia e com vontade. Por outro lado deixo o conforto a que me habituei numa hora que talvez, as pessoas que me rodeiam mais precisam de mim...

 

Sinto-me a viver no limbo da vida.

Numa neblina sem fim e para a qual não existem janelas, luzes ou quaisquer pontos de poio.

Gostava de lá sair...de fugir para longe e aprender a ser quem sou e a viver como quero.

 

Mas a cabeça está confusa, os medos são muitos...

 

publicado por Psyhawk às 23:49

16
Jul 08

Oh como este local (falo da Quinta da Fonte, como está no título) se tornou rapidamente tão conhecido dos portugueses. Outrora um gueto, perdido nos limiares de Lisboa- não no centro da capital como vi alguns noticiários anunciar- agora local de notícias de faroeste.

Quem disparou, os porquês, quem fugiu, os refugiados... e até o autor do video caseiro, tudo são pormenores deliciosos para os nossos telejornais, e claro para o nosso adorado público. Um público que rapidamente tomou as suas conclusões. Nem quiseram ver muito mais. Bastaram meia dúzia de imagens e pronto: toca a julgar. E a  conclusão... ouvi-a no autocarro: a culpa é dos brasileiros. Eles é que inventaram estes crimes e eles é que deviam pagar...

 

Ora ai está uma opinião formada.... não se sabe bem de onde.

Ok, verdade que lá do outro lado do Atlântico, naquela terra a que já chamaram de Vera Cruz, gosta tudo de andar ao tiro por qualquer motivo. A naifada também é bastante conhecida e os espancamentos na rua uma coisa trivial.

Porém, o que este senhor...sim foi um senhor... se esqueceu foi que a culpa não podia ser atribuida assim, sem mais nem menos. Porque se formos bem a ver não foram bem os brasileiros a importar esta nova modalidade de crime. Sim...basta a olhar para a televisão. Ainda não perceberam? A culpa é dos americanos. Deram-nos demasiados faroestes! E o pessoal agora quer  brincar aos cowboys

publicado por Psyhawk às 00:50

14
Jul 08

 Às vezes sinto-me vazio. Uma espécie de vacuo que não passa e que me leva a interrogar se vale a pena eu andar para aqui a gastar oxigénio?! 

publicado por Psyhawk às 23:06

13
Jul 08

Eu sei que o video é velhinho (são as Wilson Phillips em 1990), que nem é lindíssimo, mas a música está mesmo a bater com o que ando a sentir

 

 

publicado por Psyhawk às 23:09

 

Ora o senhor papa anda muito em baixo. Não consegue fazer milagres e a cada segundo que passa perde fieis. Acreditar nas ideias retrógadas da igreja católica já deu mais rendimento que dá agora. Por isso, vai dai, pôs a pensar em ideias para trazer mais gente às igrejas e sacristias. Pensou, pensou, pensou...

 

E decidiu pedir perdão ao mundo por ter tantos padres na igreja que são pedófilos!!!!!!!!!!!!!!!

 

Acha assim que vai conseguir arranjar mais meia dúzia de fieis para engordar o seu bolso. Pois...o pessoa, é parvo e tal, mas não é assim tanto oh papa!

 Há pois sim, deve conseguir mesmo o pretendido. Só se forem malucos, doidos varridos e gente sem cabeça. Mas ele acha que por ele perdoar os sacripantas que o pessoal já vai achar que eles são cordeirinhos mansinhos??? Tá a gozar o tipo? Aliás só falta pedir a seguir para deixar as criancinhas darem um beijinho no, acha ele, ex-pedófilo!?

 

Tenho a certeza que este senhor anda a ver demasiados filmes de ficção ciêntifica!

 

publicado por Psyhawk às 23:00

11
Jul 08

Ronaldo, Ronaldo, Ronaldo, Ronaldo, Ronaldo

Já não posso ouvir falar deste ser!

Não há mais ninguém no mundo?

publicado por Psyhawk às 13:17

Mais uma vez cinema...mais uma vez uma história.

Senhores onde é que isto acaba!

Eu sou despassarado, mas assim tanto não me conhecia!

Estava em conversa com uma amiga minha a jantar- tínhamos acabado de comprar os bilhetes há uma hora- quando chegou a  conta.

Entre trocos e moedas lá despachámos a coisa bem depressinha porque ainda queríamos espreitar os saldos. Alguns minutos depois, já a ver o desejado, eis que me lembro de olhar para o bilhete, pois não me lembrava da hora. E onde é que ele estava? Pois é...nem eu sabia! Carteira para a frente, carteira para trás e nada. Onde raio estaria aquela coisa?

Lembrei-me então...

Corri até ao restaurante e fiz aquele ar de parvo. Perguntei se já tinham deitado a toalha fora onde estávamos a comer. O senhor disse que sim, mas dispôs-se a ver se lá estavam os bilhetes quando lhe disse o que tinha perdido. Sorte das sortes encontrou-os. Mas outra igual não consigo !

Pior de tudo...o filme era uma merda. Mais valia ter perdido os bilhetes do que ver o Wanted. Coisinha mais rasca!

publicado por Psyhawk às 00:31

Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO