Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

10
Set 04

Não costumo perder horas em frente à televisão. Normalmente está ligada apenas como barulho de fundo num qualquer canal de música. É preferível a ver qualquer sofrimento que a nossa televisão dá. Mas a sexta feira repugna-me seriamente. Quem é que gosta de ir par a televisão humilhar-se? Deixar que o gozem? A enxovalhem? Há masoquistas que gostam e por isso participam num dos piores programas da SIC: o Ídolos.  Tudo para serem gozados por um júri, de segunda...


Mas quem pensam que são aqueles quatro idiotas para julgarem as pessoas daquela maneira? E não me digam que o Luís Jardim já fez isto e aquilo, que para mim não conta. O nome dele como produtor mesmo, só no disco da Riquita e vai lá vai...


Mas também que é o idiota que se candidata a uma segunda edição, depois de ter visto no que resultou a primeira. Para quemn não sabe deu em nada! Alguém se lembra de uma única música dos dois supostos vencedores? E do nome deles recordam-se? Eu calculei que não.


Porque em Portugal não se queria fabricar qualquer Ídolo e sim ter mais uma programa idiota de televisão que rendesse audiências suficientes e muita publicidade.


Quem ouviu ou se dignou a prestar atenção a ambos os discos, que rdo Nuno Norte, quer do Ricardo Oliveira (ambos com o toque de Midas- ok, deixem-me parar de rir..........- já está!- de Luís Jardim) viu que aquilo era menos que nada. 5 segundos de rock pop de segunda categoria, com uma podução que deixa muito a desejar e com canções de bradar aos céus. E as covers: um atentado aos originais. Dito isto... Porquê uma segunda edição? Porque é que as pessoas querem participar e serem humilhadas? Elas não vão a lado nenhum, excepto às revistas onde também são enxovalhadas, gozadas e agredidas gratuitamente. Haja paciência para tão mau programa


 


P.S- se querem aprender a fazer qualquer coisinha, olhem para os Ídolos inglês, alemão ou noruegês ok?

publicado por Psyhawk às 11:54

Nunca vi mais do que 2 minutos do programa, porque sempre me pareceu uma crueldade pegada. Mas mau mesmo era o Sonho de Mulher com 4 estropícios a dizerem a um bando de miúdas novinhas que elas eram gordas e feias. Cantar mal ainda vá que não vá. Como é um mal geral ainda dá para atirar a uma pessoa. Agora feios chamarem nomes a outros feios é que é mesmo golpe baixo. Ter o Manuel Serrão, aquele porco insuflado que representa o pior do nuorte a apreciar a beleza de alguém parece-me a piada do ano.
Mas as pessoas continuam a aparecer por isso se calhar o número de iludidos é bem superior ao que se pensava.
mandras
</a>
(mailto:mandras@iol.pt)
Anónimo a 10 de Setembro de 2004 às 16:56

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.