Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

08
Jul 04
dido.bmp

É só para dizer que gostei muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito do concerto.
publicado por Psyhawk às 01:16

O que é que é chato, horrível, aborrecido, e só apetece exterminar?

Quem repsondeu finanças acabou de receber um frigorífico. Ok, acabo de reparar que toda a gente acertou. Vai ser difícil dar tanto prémio, mas vai-se dar um jeitinho.

Mas voltemos á vaca fria. (um excelente nome para dar á tia Manuel Ferreira Leite... porque é vaca...e porque tem o nome a condizer).
Um passeio até ás finanças nunca é agradável. Há sempre algo a pagar, ou a fazer que já sabemos vai tomar o dia inteiro. Conto-vos então o meu périplo.
Por incompetência dos serviços deles - vulgo finanças- recebi em casa uma multa que devia pagar até ao final desta semana. Para não a pagar teria que enviar uns papeis, que por acaso até já estavam enviados. Mas como eles queria a certeza- só por isso vejo terem-me mandado a multa- , lá tive que eu ir até ás finanças dos Olivais. Um rico sítio por sinal.

Inicialmente a coisa até correu bem. Ao fim de alguns minutos fui logo atendido. Mas, tão tradicionalmente, estava no sítio errado. Primeiro tinha que comprar uns certos impressos noutro balcão, em outro piso. E tal qual como nos desenhos animados lá fui eu.

Com alguma sorte cheguei a esse dito balcão e para minha supresa não estava ninguém à minha frente. Comprei os impressos com umsorriso no rosto. Logo desapareceu. Antes de começar a preencher os papelitos a senhora que mos vendeu avisou-me que precisava de fazer duas cópias deles. Olhei para ela e agradeci, pedindo-lhe, ao ver que ao seu lado estava uma fotocopiadora, se me podia fazer esse serviço. (esta palavra lembra-me sempre outra coisa, vá-se lá saber porquê!)

Resposta: Não. Isto é apenas para serviços de estado! Então que raio estava eu a fazer? Um serviço a mim não era de certeza absoluta. tentei insistir mas a senhora estava resoluta. Não e não mesmo. perguntei, então onde podia tirar fotocópias... perto, apenas duas ruas abaixo. mas onde? Não sabia!

Lá fui eu á procura da papelaria, onde tirei as fotocópias dos papeis já preenchidos. Seguiu-se nova caminhada até ás finanças e ao mesmo balcão, desta vez com uma fila de umas 15 pessoas. Entreguei os originais ao fim de 25 minutos que na opinião da senhora, porque estavam dobrados uns centimetrso mais acima do que deviam- um deles- não estavam em condições... Tente lá refazer isto pediu-me. Tentei e o que aconteceu? Aquela merda rasgou-se!

Entretanto à minha frente iam passando pessoas e mais pessoas enquanto eu tentava pôr aquilo em condições. Em vão! Ela não me aceitava aquilo por nada deste mundo. Acho que nem em troca de um orgasmo múltiplo o qual pela cara da senhora não sentia á muito!

Por isso voltei á fila. Comprei novo papel. preenchi, fotocopeei e quase 30 minutos depois entreguei. Estava tudo? Não, claro que não! porque haveria de estar. Viva a Burocracia!
O restante da documentação- dois papelinhos em forma de quadradinho, quase do tamanho de um BI- tinham que ir a outro guichet...what else? Feito zombi e com cara de poucos amigos lá fui. E para cúmulo, ali não era preciso entregar nada. Apenas mostrar que se tinham feito as cópias... mais nada! Tinha perdido tempo para nada! E esta pessoa que me atendeu até estava espentada com oq ue a outra me tinha dito para fazer...

Foram 2 horas perdidas em vão.
E por culpa deles que perdem tudo por entre os buraquinhos daqueles secretárias pejadas de papel.
Não são horrorosos!????

Este pais já conhece a internet? Não conhecerá o Ministério das Finanças tal? Ou tão a poupar para comprarem mais uma casinha para o irmão da Ferreira Leite? Só pode!

Numa época em que na internet se pode fazer tudo o que estão eles á esepra? Que as pessoas morram de tédio nas filas? Que chegguemos ao ano 3000? Tenham dó!
publicado por Psyhawk às 01:09

Como o Euro já passou não é preciso manter as coisas a funcionar na perfeição. Afinal os estrangeiros, na sua maioria, já partiram. Este é certamente o lema da carris, que voltou a provar- já o tinah feito depois da Expo98...lembram-se? - que só pensa mesmo em tostões e não nas multidões (só escrevi multidões para rimar...estava-me a apetecer!).
Se durante o Euro esperar mais de 15 minutos por um autocarro, de dia ou de noite, especialmente em dia de jogos, era raro, desde segunda feira que passou a ser um hábito!
Não interessa o que está escrito naqueles horáriozinhos fajutos que eles lá colocaram, para inglês ver, porque nada daquilo é para se cumprir. Especialmente se passar das nove e meia da noite. Então ai é que é esperar. Hoje foram apenas...50 minutos. Que se para aqueles senhores que dirigem as limousines amarelas não é nada, para mim e para todos os outros que andam aos solavancos dentro daquilo, são!
Aliás, quanto a mim eles são os principais culpados do número de carros crescentes da cidade. Não há mais culpados. Afinal quem é que quer esperar em média 30 minutos por um boliche daqueles, em mau estado, quase sempre sem ar condicionado, quando tem à porta de casa um pequeno aparelho, mais rápido... é que esperar por esperar mais vale as filas. Ao menos estou farto, mas com música à maneira!
Com isto resolvi.
Vou tirar a carta. E é desta! (Vá não aplaudam que chateia!)
Não há quem me faça desistir mesmo!
publicado por Psyhawk às 00:47

Julho 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
13
16
17

18
24

25
26
29


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO