Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

23
Out 04
Algum dia tiveram um colega esquisiofrénico, doido, tarado e que só faz o que quer e lhe apetece e que tem como função principal irritar tudo e todos que o rodeiam? Não! Óptimo, isso quer dizer que nunca conheceram o meu colega da frente.
Eu nunca me fui de irritar sem mais nem para quê, mas ele tira qualquer pessoa do sério. As perguntas estúpidas, as mentiras de criança, a forma como aborda todo e qualquer assunto- sempre pelo pior ponto de vista, o mais trágico, bizarro e inoportuno- a forma como olha para nós e se ri de assuntos sem qualquer piada.
Digo-vos a minha paciência atinge actualmente o limite crónico. Acho que porque a semana foi muito difícil. E posso dizer-vos que nem sou o que pior o trata, porque todas as outras pessoas já lhe ameaçaram atirar com cadeiras, dar-lhe com uma coisa na cabeça ou simplesmente ignorá-lo para sempre.
Quem me conhece sabe que eu falo muitas vezes desta personagem de desenhos animados que devia há muito ter sido irradicada da história da minha vida, mas a qual é impossível de apagar. pelo menos vou-me rindo com os disparates diário, por vezes de minuto a minuto... mas a paciência já está no limite!
publicado por Psyhawk às 11:27

Estou á espera de autorização para por o tal artigo aqui
Desculpem se ainda não está. O Mais tarde segunda cá estará!
publicado por Psyhawk às 11:19

22
Out 04
Estive duas semanas a trabalhar incessantemente. 12 dias em loucura frenesiana que acabaram hoje às 17 horas. 12 dias que culminaram com uma das maiores histórias de sempre: toda a verdade sobre José Castelo Branco.

Tudo aquilo que até agora toda a gente tem medo de escrever, publicar e lançar na rua. Tudo o que se devia ter dito mas ainda não se disse. Não o fiz sozinho mas com uma excelente equipa. Ontem conseguiamos a cereja do bolo. Hoje foi só escrever tudo.

4 páginas, mais de oito mil caracteres. A histeria entre nós era a do triunfo. Da vitória. Não só tinhamos descoberto o que deviamos mas muito mais... tinhamos vencido os trapaceiros da TV7 dias!

Tinhamos vencido...pensávamos nós.Tudo até que as páginas foram a aprovar...
E para não se prejudicar outras revistas o nosso artigo foi simplesmente rejeitado. Posto na rua. Deitado ao lixo. Desculpa arranjada: estamos fartos desta bicha! Sei que a minha chefe lutou duas horas contra a estupidez nata, mas em vão. A 7 dias ganha mais uma vez...pois sei que vai ser a capa deles.
Sinto-me triste e devastado.
Mas com a promessa de se puder publicar tudo aqui no blog.
Porque não?
Pelo menos verão a investigação de quatro jornalistas que não verão o crédito do seu trabalho simplesmente para que outros ganhem proveito com pouco esforço
Crápulas!
publicado por Psyhawk às 00:55

20
Out 04
Depois da doença, o trabalho.
Tem sido a semana mais infernal da minha vida nos últimos meses.
Não tenho tempo para nada, excepto trabalhar e dormir. Estou louco de todo e só aqui vim hoje porque o meu blog já pensava que o tinha abandonado, como outrora se sentiu a Romana (que exemplo tão estúpido...deve mesmo estar a enlouquecer!)
Bem...de volta ao batente
Se hoje tiver tempo e não estiver farto de palavras ainda aqui venho dizer qualquer coisa útil...não sei bem é o quê!

Posso apenas protestar que não tinha saudades nenhumas da chuva, do vento e do frio
publicado por Psyhawk às 23:17

16
Out 04
Não há mesmo paciência!

Tudo começou com uma massa guisada com frango. Inofencivo? Não, quando se come na cantina da Impala. (e o pior é que provar que elas tem tanto jeito para cozinhar como fazer acido sulfúrico é imposível... já lá vão umas mil intoxicações alimentares lá e a empresa da comida continua a mesma.)
Desde ai, que foi há dois dias atrás, o meu estômago anda em bandanas. Até que ontem se desfez...como num acto final, naquela palavra muito cuidada e usada no vocabulário português, em merda!
Posso vos dizer que não foi um espectáculo bonito, engraçado ou minimamente interessante. Além disso descobri que quando uma pessoa se sente mal na rua, ninguém quer saber. O primeiro pensamento que lhes ocorre, eu ouvi-o, foi: Lá está mais um drogado!
Digamos que a viagem que fiz ontem para casa, enquanto me desfazia não foi engraçada.
Hoje, e depois de horas a visitar a casa de banho estou um pouco melhor. Um pouco só. As coisas ainda estão meio baralhadas. A juntar-se a isso tudo 38 de febre não ajudou.
Não estou a escrever isto para me sentir coitadinho, mas porque estou a espiar 24 horas de agonia constante. Odeio estar doente!
publicado por Psyhawk às 11:05

13
Out 04
Interessados em filmes de qualidade
Com bons diálogos;
paisagens fantásticas;
realização simples mas com pujança e uma história excelentemente escrita;
com Ethah Hawkee e Julie Delpy;
estreia esta quinta feira

Before Sunset... Antes do Anoitecer!
Não há desculpas para não ir ver. Nem mesmo com uma pistola apontada à cabeça...
A Quinta das Celebridades também não é desculpa
publicado por Psyhawk às 21:59

Estou convencido que a incpetência é recompensada, assim como a loucura e a ignorância.
Porque é que eu não tenho nenhuma destas coisas.
Já podia trabalhar na Focus e ganhar contos e contos de reis!
publicado por Psyhawk às 21:52

WHY?????????????????????????????
publicado por Psyhawk às 21:09

12
Out 04
Dois amigos encontram-se na rua. E como habitual cumprimentam-se:
-Olá como vais
- Vai-se andando... - é a resposta

Esta é a resposta típica. Nunca ninguém anda bem. Nunca! Na melhor das hipóteses vai andando. Se tudo estiver normal, responde simplesmente que algo vai mal...ou a saúde, ou o emprego, ou lá em casa. E quando alguém se atreve a dizer finalmente: Bem, vai tudo bem... chegam os olhares de reprovação. Isto claro se de imediato não telefonarem para o 112 a pedir uma ambulância porque julgam que enlouquecemos.

Em Portugal estar bem é sinónimo de loucura, droga ou qualquer coisa. Não se pode estar mesmo bem. É como um pecado mortal. Rir é quase reprovado... há que manter aquele ar triste, nem que seja só de aparência. Tem que se andar em conformidade com a crise inacabável porque passamos desde que entrámos no século XXI!

Aliás, falar de problemas é falar da crise... de como não h´dinheiro, como nunca se viveu tão mal e como o pais vai de encontro ao cano de esgoto, isto apesar dos centros comerciais estarem cheios, os bares cheios e os restaurantes idem aspas aspas. E não me digamque são sempre os mesmos.
Claro que não vou aqui dizer que estamos nu altura 100%... o que seria impossível com um governo incompetente como este... mas também chega de drama. Já não há paciência. Parece que vivemos o dia inteiro mergulhado no telejornal da TVI!

Penso que por vezes deixámos toda a nossa alegria quando decidimos explorar o Brasil. Que seca! Isto é mesmo a terra do futebol, fátima e fado. É só tristezas!

É altura de acordar e botar a bola para cima.
Vá...é so preciso um esforço...
E não vale fingir...
publicado por Psyhawk às 23:23

É bom estar com pessoas que já há muito não se tem uma conversa.
É bom lembrar que ainda está lá a conecção, o que liga, que as piadas mantem-se e que ainda há muito para explorar...
E que Ryan e Shea estão sempre lá para ajudar
Há deuses mesmo fantásticos!
publicado por Psyhawk às 13:20

Outubro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
14
15

17
18
19
21

27
28



subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO