Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

03
Jan 06
Flavinha.jpg

A vida na minha redacção sempre foi um manjar de risos e boa disposição.

Isto é uma colega depois de receber uma prenda do amigo oculto... sim, e aquilo são umas cuecas, fio dental, negras e transparentes...que de certeza já tiveram uso durante alguma manhã...lol... na cabeça da doce mulher do excel, a alegria da redacção, quem sabe até da empresa. Ninguém põe pessoas a rir como ela.

Depois chegou o gigantesco abutre, o schimiggale tornou-se Gollum e pronto...
Mas havemos de repetir...bastar matar os dois...de preferência com um cajado! Para doer mais...
publicado por Psyhawk às 00:48

Ás vezes estas são as melhores passagens de ano. Nada combinado. Um grupo de amigos cheios de genica, imaginação e garra... e é o que chega. Acho que os senhores do Dakar até nos deviam ter pago qualquer coisinha por termos animado os bares de Portimão, mas como sabemos serem os mãos de vaca... fica aqui a ressalva que pelos menos o pessoal dos bares gostou das nossas coregrafias improvisadas, loucuras e piadas parvas. O champagne também não era mau...pelo menos o da garrafa de 16 euros...o outro dispensa-se. Faltaram os flutes...mas para a próxima não hão de faltar. A foto vem amanhã!
publicado por Psyhawk às 00:35

Passear pelo nosso pais, é muitas vezes, visitar uma lixeira. São poucas as pessoas civilizadas que se dão ao trabalho de enfiar um papel num caixote do lixo, preferindo atirá-lo para a rua. Não estão preocupadas com o ambiente, não sabem o que isso é, e nem querem aprender. Basta para isso olhar para as nossas matas, florestas- as que restam, pois as outras foram cortadas ou queimadas- O que interessa é que se livraram do papel incómodo.

Ok, isto é o que acontece nas ruas, nos espaços abertos e livres. Por isso podemos pensar o que quisermos quando ao resto da vida dessas pessoas. O mais negro nunca será mau o suficiente...apenas mauzinho!

Com o cúmulo do nojo deparei eu durante o dia 1 de Janeiro, que me fez concluir que muitos portugueses são pooooooooooooooooooorcos até mais não. E atenção...eu sei de fonte segura, vulgo ciência, que na realidade estou a insultar o porco, ao dizer que este adora sujar e andar sujo, pois está provado que este até é um animal extremamente asseado. Mas como se designou uma pessoa sem higiene por porco...enfim....
Voltemos à vaca fria...
O dia 1 foi o de regresso das famílias aos lares. As auto-estradas estavam cheias, as estradinhas também e por isso era mais que previsível que algo de mau acontecesse. Afinal os badalhocos também tem direirtto de gozar a passagem de ano!
O ex-líbris da bardajornice- palavra que eu sei ser inventada, mas que significa mais que badalhoco e mais que bardajão- aconteceu nas bombas de gasolina, nomeadamente a que eu visitei em Almodôvar.
Todos sabemos que as casas de banho são uma porcaria pegada, especialmente porque as pessoas que muitas vezes para lá entram estão dispostas a tudo nestes espaços. E tudo é a palavra certa! Se atiram papeis para a rua, aqui podem imaginar o que fazem...
Eu descobri a casa de banho de Almodovar decorada... não de papeis coloridas da passagem de ano, não de papelinho e enfeites do "revelhão", mas de merda! É essa a palavra. Alguém tinha simplesmente sujado a parede dos urinois de porcaria. E até então ninguém tinha vindo limpar. Um nojo sem límites mas que não impediu três ou quatro senhores de se irem aliviar num espaço onde o cheiro era absolutamente nauseambundo e onde eu até pensava não conseguir existir vida.
Enfim...
Digamos que não foi a visita mais bela a um WC.....
O que posso comncluir é que os portugueses quando são deixadois ao deus dará são uns grandessíssimos porrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrcos!

Eu sei que isto é um péssimo texto de início de 2006...mas o escândalo falou mais alto!
publicado por Psyhawk às 00:27

Janeiro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

17

25
27
28

31


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO