Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

04
Jul 06

Adoro aquele album: I'm Not Dead

...até agora, o melhor do ano!

publicado por Psyhawk às 18:28

03
Jul 06

Não, não estou a falar de nenhuma estranha conotação sexual; nem sequer tenho aqui uma máquina, que de alguma forma, como na ficção ciêntifica dos filmes, por artes milagrosas, me transformou na dita ave. É PIOR!

Sabem que há mais de um mês que neste blog me queixo de ter dores nos pés. Dores chatas, lancinantes e que por vezes me põem mesmo muito mal. Pois é, hoje finalmente descobri o que se passa.

Fui ao ortopedista. A consulta foi curta, mas confesso que o médico era mesmo especialista no assunto. Assim que começou a perguntar-me o que tinha disse logo que calculava o que era. Mexeu-me nos pés (o que quase me levou a chorar de dor, pois tocou-me no sítio que mais me dói) e após dois raios X concluiu o diagnóstico. Tenho uma inflamação nos pés que não para e que tenho que a curar. Numa delas a coisa está tão má que me cresceu um esporão, tipo o dos galináceos.

Quando ele me disse, nem queria acreditar, até ver o maldito raio X. E não é que a coisa meio inclinada, e com ar de unha grossa estava lá? Um horror!

Confesso que pensei as coisas mais parvas para tratamento. Até em que tinha de ser operado. Mas afinal é tudo muito simples. Anti-Inflamatórios e um penso especial que irá amolecer a coisa até desaparecer. Aquela onda de pânico inicial desapareceu. Apenas fiquei meio receoso quando ele disse que se não passasse em 15 dias iria ter de fazer fisioterapia. Ao quê? A bocadinhos do pé? Ou será que inclui andar ao pés de galinhas? Espero que não seja preciso.

Seja como for só pude concluir uma coisa: sSomos mais aves do que pensamos!

publicado por Psyhawk às 22:50

01
Jul 06

Patrícia Tavares

Helena Coelho

Cláudia Vieira

Diana Chaves

Grrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrau

publicado por Psyhawk às 13:45

Núria Madruga

Rita Egídio

Andreia Diniz

Inês Simões

 

Ai paraíso!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

publicado por Psyhawk às 13:43

Jessica Athayde

Isabel Figueira

Dânia Neto

Rita Pereira

E depois dizem que POrtugal não é um pais de flores...

Não, não é!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

publicado por Psyhawk às 13:40

Está mais que decidido...

...para além do deficiente do Pedrito Portugal, o pior deste ano chama-se Floribella. Uma desculpa para fazer a série mais ridícula de sempre, numa tentativa de fazerem as desgraçadas das crianças acreditar que a história da Gata Borralheira ainda está ai para o que der e vier.

Do pior possível, com representações pífias até ao último grau, e com a Luciana Abreu, a Floribella (haja nome estúpido) e o seu maldito sotaque a fingir que é uma desgraçadinha. Um nojo...só o genérico já apetece vomitar!

publicado por Psyhawk às 13:00

Confesso que esperava a estreia desta novela com expectativa.

Ninguém Como Tu, foi a primeira obra de Rui Vilhena no género, em Portugal. Um argumentista que mostrou que não precisamos recorrer aos clichés de segunda categoria (refiro-me ao Dei-te Quase Tudo, a produção mais xarope dos últimos anos) para fazer uma boa trama.

Esta segunda obra mostra o quanto o argumentista evoluiu e está predisposto a mostrar.

 Em apenas 12 episódios já se delinearam linhas de ataque, mostrou-se que mesmo as pessoas mais perfeitas estão prontas para cometer um erro para alcansarem um desjeo, ou para protegerem alguém, e que na vida real não existe preto e branco, mas sim uma camada de cores para definirem as pessoas. Aqui bons e maus misturam-se e mudam de pele a cada episódio.

 E depois há o trabalho de actores. Perfeito! Com a excepção da Debora Monteiro, que dá vida a Helena, toda a gente está ali a marcar o seu espaço, como se estivesse numa boa obra de cinema.  Até actores antes considerados de segunda, como o Hugo Tavares, que faz de Afonso, aqui está brilhante. A luxúria que aquele personagem exala é realmente do outro mundo. E a Margarida Vila Nova...ah vilã desgraçada. E aquela megera da Lídia, a cargo de Manuela Couto... ah raça!

Não há quase nada a apontar a uma obra segura, forte e capaz de agarrar qualquer um ao ecrã. O argumentista bem disse que tanto a escrita como a montagem de imagens ia seguir as séries Nip & Tuck, Lost, Desperate House Wives e Quer as Folk. Até agora tudo foi cumprido. Sequências rápidas, interessantes e sem momentos mortos.

Parabéns TVI

publicado por Psyhawk às 11:56

Vão três meses de Tump Tump Tump/Brrrrrrrrrrrrrrrr/Badaboooooooooooooom

Três meses de loucura ensurdecedora.

Sim, porque no meu prédio nada se faz em menos tempo.

Tudo começou porque uma senhora que comprou a casa do sexto andar resolveu fazer umas mudanças. As transformações foram totais e nunca estavam perfeitas. A senhora, cá para mim, é uma bipolar (algo que agora ainda para mais é moda...eu conheço umas poucas!) qualquer e só quer levar os moradores aqui do burgo à insanidade. Já mudou de ideias 4 vezes. Isso acarretou sempre quatro ou cinco angolanos, que percebem zikles de português e que devem ser tão legais por cá como os cangurus são naturais de Espanha a trabalhar horas e horas a fio...ao saábado!

 Sem ser o capataz os outros limitam-se a sorrir e dizer que sim e pouco mais.

Três meses de loucura absoluta que hoje culminaram com o prédio quase a vir a baixo, porque um deles ligou uma máquina em potência destruidora.

Eu sei que não sou a pessoa mais calma do mundo, mas orgulho-me dos berros, impropérios e coisas afins que disse. Especialmente porque estas obras só funcionam aos sábados e feriados. Caso contrário não está cá ninguém.

Os melhores impropérios disse à mulher que vai ficar com a casa, e que achou estranho eu estar a dormir ás dez da manhã de sábado. Perguntou-me se para a faculdade tinha que acordar todos os dias cedo? Ri-me porque ela pensou que eu era um puto idiota, agradeci-lhe considerar-me tão novo e depois fiz-lhe ver que há muito que trabalho e que ao contrário dela não ando a passear as peles (ela usa peles!!!!!) de um lado para o outro a mudar de ideias cada vez que venho ver a obra.

Confesso que fui pouco simpático, falei alto, mas educadamente, e fui sarcástico demais. Mas uma coisa é certa. No próximo sábado se isto se repetir vai cá estar a polícia para parar os trabalhos.

Sim, porque pela primeira vez na vida apresentei queixa numa esquadra. E digo-vos que é ridículo. Parecia que eu era o criminoso ( e nem tinha a barba por fazer!). Fizeram-me tanta pergunta que nem calculam. Mas pelo menos acho que consegui o que queria.

Quanto aos trabalhadores ilegais tou-me a cagar. Lamento, ou como costumo dizer, temos pena! A minha sanidade está primeiro...e acreditem, que se tiver outra semana de trabalho igual a esta vai restar pouquissima.

publicado por Psyhawk às 11:41

Julho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
13
15

21

23
26
27
29

30


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO