Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

23
Abr 07

...e claro, estava também a mulher misteriosa, que podemos dizer que é uma Bela Actriz Principal, quase uma Scarlet Johansan. Omitira a presença de tal bela convidada pois temi que, assim, este blog fosse assaltado com os seus inúmeros fans. Afinal ela é uma actriz principal, dança bem, dá umas bocas do melhor e tem um sotaque do norte como ninguém! Mas recentemente, através de um telefonema da sua agente, deixaram-me mencioná-la. Porém, caros leitores não irão ver fotos suas. Não chorem...porque eu prometo continuar a contar estas aventuras, com estes convivas e mais uns!

publicado por Psyhawk às 15:56

A lá genero soap opera aqui vai o resumo de um fim de semana bestial... e porque se discutiu tanto como fazer o blog perfeito, achei por bem dar a este espaço, nos próximos dias, um toque de telenovela. As personagens são várias e bem dispostas. A conversa oscila entre o triplo sexo anal, as baladas do coração, e a futilidade pura e nua.

 

Mais uma vez lá aceitei um desafio. 

Aliás...nem foi um, foram vários. Sim, porque ir até à Praia de Mira para estar com pessoas que só vimos duas ou três vezes tem o que se lhe diga. Mas como sou de aventuras lá me atirei eu...

 

O primeiro desafio: chegar lá vivo.

Felizmente, apesar de ser um homem do mal, conduz como uma pessoa de bem.  Em pouco mais de duas horas e meia lá chegámos ao destino. Não sem antes nos cruzarmos com um bar especial. Quem diria que um espaço nocturno chamado Vip Club seria um espaço alternativo? Enfim...e nós já a pensarmos em altas cowboyadas num local de nome tão selecto... fica para a próxima.

 

Mas voltando à viagem...entre perguntas de posição preferida e abordagens dos signos vez-se a velocidade de cruzeiro. Há que lembrar que a polícia anda ai e com o bloquinho das multas á mão de semear.

 

Á chegada demos de caras com a bela residência de nome Maçarico. Felizmente não tivemos que lá passar muito tempo. Acredito, sempre, que um bom hotel, ou alojamento, deve possuir não só uma cama  confortável, como uma casa de banho perfeita. Mas também outros predicados. Nomeadamente um cheiro aceitável. Não era este o caso...entre o mofo e o bafio, havia uma luta para ver quem ganhava. Eu e o meu nariz ficámos a perder.

 

Como complemento, ainda um poliban de tamanho ridículo. Quando na manhã seguinte tentei (é a palavra certa acreditem) tomar banho vi-me a braços com sérias dificuldades. É que, eu, apesar de não ser nenhuma bela figura, também não sou um monstro, e num espaço de 2 por 2, não caibo... ou dizendo bem, caibo, mas a custo. É preciso uma ginástica para tudo e mais alguma coisa. Também não ajuda que o duche em si tenha vida própria e que a água que jorra da pega saia ou a escaldar ou a ferver!

Enfim...

Mas voltando à vaca friia.

Depois deste primeiro desaire, lá fui eu ver quem me esperava. A companhia não podia ser melhor:

Martini Men- um homem de mil e uma opiniões sobre o sexo oposto

Sylvia- A mulher que é uam vaidade livre... e faz ela senão bem

Anokas- Bom olho, bom gingar, boas gargalhas e um olho clínico que nem vos conto...

Maria/Clara- A dupla persopnalidade...antes dos vodkas...e depois dos vodkas

E eu e o senhor do mal

 

A noite não podia começar de forma melhor...

 

publicado por Psyhawk às 15:12

20
Abr 07

Andar informado é preciso.

Por isso, hoje, enquanto esperava que os paginadores dessem cabo da minha página (é uma longa história, que inclui a merda do programa denominado Millenium), entreti-me a ler a revista Sábado. A capa era sugestiva o suficiente para me prender a atenção. É que falava num estudo feito em Portugal, que mostrava os hábitos sexuais dos nossos adolescentes. Folhei até ao interior, e o que descobri deixou-me um pouco abazurdido. Devo estar velho foi o que concluí! Ou então, esta juventude, como dizia a minha tia, nos meus tempos de doidivanas, está toda perdidinha.

Então o que revelava esta maravilha:

- Que virgindade nos dias de hoje é perdida entre os 13 e os 16 anos. (nos meus tempos aos treze ainda nem se pensava no assunto e quem aos dezasseis se aventurava nesse campo tinha que contar à malta. Afinal, ninguém queria ficar sem saber como é que a coisa era. Normalmente contavam-se maravilhas...e no final...)

- Que o local favorito dos adolescentes para relações sexuais é na casa de banho da escola ou por detrás dos pavilhões (ok, sou só eu que fiquei enojado com a primeira hipótese? Falamos de casas de banho...quase públicas! Como todos se devem lembrar- basta puxar pela cachola- nas escolas os WCs, são tudo menos um bom local para fazer seja o que for. Até lá entrar por vezes é proibitivo. O cheiro, os objectos estranhos, a água vinda não se sabe bem de onde... deus!)

- Que as casas de banho em muitas escolas são mistas (O que no meu tempo não existia! Será que foi por isso que os meus namoros de então incluíam muita coisa menos a parte do sexo? Deve ser! E casas de banho mistas...eu lembro-me que quando nos arriscávamos a entrar na das raparigas, regra geral, por muito cuidado que se tivesse, era-se apanhado! E desde quando é que a casa de banho é o local favorito paea seja o que for? Mas estes miudos não sabem o que é baldar-se às aulas? E não sabem vir a casa dar a queca? Hello? Até um jardim semi público é melhor! Desde quando se escolhe a casa de banho como primeiro recurso? Eu sei que a fome aperta, mas não sabem guardar até estarem em casa? No meu tempo era fácil, até porque os pais, do meu tempo, trabalhavam! Por isso só sendo estúpido é que se era apanhado! Será que os papás hojem já não trabucam...ou o pessoal não tem tempo de chegar...a tempo?)

- Que as relações sexuais duram em média 2,04 minutos (a culpa é do cheiro ou da posição...porque 2,04 minutos? Só o Sérgio e a Verónica do segundo Big Brother ficam mais em baixo- 57 segundos...lembram-se?- . Atenção que isto, segundo o estudo, inclui o despe veste e um ou dois beijos. Orgasmos esses nem vê-los! Também...2,04 minutos!?)

- Que o preservativo só está presente 16 por cento das vezes (ok... já no meu tempo a coisa era assim. Pelos vistos nada mudou! A informação é maior, mas a burrice continua a mesma!)

- Que quando apanhados por colegas, não há embaraço (ok...o pessoal anda definitivamente a treinar para o filme porno)

-  Que em média as raparigas, com uam vida sexual activa, e que se encontram entre os 14 e os 16 anos, já tiveram, em alguns casos, perto de 12 parceiros (Isto é o que eu chamo curriculum! No meu tempo chamavam-se mui faceis...)

- Que há escolas secundárias que são frequentadas, em horário diurno,  por alunos entre os 16 e os 22 anos (ou há por ai muito mandrião, ou o pessoal está a chegar à Universidade muito mais tarde. Chiça... deve ser dos cheiros das casas de banho! Ou então tem medo de perder a vida sexual activa que levam... Ainda estou confundido com 12 parceiros com 14 ou 16 anos. Acho que há muita gente com 30 que ainda não chegou tão longe...e jamais vai chegar!)

- Que são comuns os casos de adolescentes que filmam outros adolescentes a terem sexo (já percebemos o sucesso do youtube e do pornotube)

 

E dito isto... Poertugal no seu melhor!

 

publicado por Psyhawk às 02:40

19
Abr 07

A vida é cheia de pequenos senãos.

Uns interferem com a nossa vida profissional. Outros com a nossa vida pessoal. Uns são hecatombes, outros nem nos apercebemos que aconteceram. São simples percalços que vão surgindo...

O pior é quando se transformam numa tempestade e grandes e pequenos surgem a monte, sem ordem e não nos dando tempo sequer para recuperar.  Ai achamos que a vida chegou ao fim, que o mundo está prestes a acabar... mas na realidade recuperamos, continuamos a viver mesmo que com umas maselas, e seguimos em frente...

Porém, por vezes é com os pequenos dramas que não conseguimos lidar. São eles que nos param, nos fazem pensar e nos abanam de tal modo que nem sabemos bem o que fazer.

Acho que me vou preparar para um desses.

 

 

publicado por Psyhawk às 11:04

18
Abr 07
publicado por Psyhawk às 23:14

 

Vou ver o George a Coimbra

Tra lá lá

 

publicado por Psyhawk às 23:12

17
Abr 07

Caro Ministro

Caros trabalhadores do Ministério da Educação

Publicitários

Relações Públicas

Estúpidos em Geral deste governo!

Desde quando é que o anúncio:

"Se a Judite de Sousa tivesse acabado os estudos..." quer dizer mesmo alguma coisa?

Eu sei qual foi a ideia...

A senhora, que até é uma excelente jornalista, finalizou o seu curso, e por isso, pensam vocemessês, conseguiu singrar na vida. Caso contrário, como a publicidade assim implica, ela teria ficado numa banquinha de jornais, a vender sabe-se lá o quê...

Pois é...está visto que este Ministério não sai á rua e vê pouca televisão (alguns dos telejornais até são dessa senhora)

1- Denigre a função de quem vende as revistinhas e jornalinhos. Afinal, é uam profissão tão digna como qualquer outra.

2- Não sabe que metade dos licenciados deste pais, por mais brilhantes que sejam e mesmo com o cursinho todo acabado e todas as cadeirinhas feitas, estão, a fazer funções similares a esta ou ainda pior. E a ganhar menos! Porque a Judite no anuncio, ainda apanha ar fresco da rua e está com ar satisfeito. A realidade é muito mais dura! Há muita gente que nem a isso tem direito...

3- Desde quando é que acabar o décimo segundo ano, chegar à faculdade, acabá-la e quem sabe até, fazer uma pós graduação, permite chegar onde esta senhora chegou? Não andam a sonhar muito alto?

4- E será que os senhores do Minisério não sabem o que é o factor C? Se não sabem eu explico: chama-se cunha e com ela não se precisa ter sequer habilitações para saber pemsar...como as pessoas que estão no ministério e fizeram esta publicidade! Gente infeliz

5- Querem por as pessoas a acabar o 12 ano? A chegar às universidades? Então comecem a pensar em arranjar-lhes oportunidades para quando sairem cá para fora. Caso contrário, muita gente vai acabar a vender revistas, porque um curso, nos dias de hoje, quer dizer PORRA NENHUMA

publicado por Psyhawk às 00:05

16
Abr 07

Temo que algumas pessoas não ouçam realmente!

Sabe-se lá como, nascemos com duas orelhitas. Uns dizem que foi deus que assim ordenou. Outros falam de anatomia...outros de aliens... mas o certo mesmo, é que nascemos todos (ou quase) com estes dois apêndices.

Claro que a qualidade e tamanho não é gual para todos (algo discutível sem dúvida!), mas isso tem muitas vezes a ver com o tratamento que se lhe deu e dá, e não com a qualidade de fabrico ou design (aqui a culpa ou é de Deus os dos papás...mas ainda não está decidido!)

Por isso mesmo, e sabendo desde já, que esta é uma capacidade comum ao ser humano, (ouvir claro...) porque raio continuam as pessoas, em geral, a fazerem-se desentendidas em relação a certos assuntos? O que leva o público em geral a pensar que pode iludir os outros, e fingir que não ouve?

E não são só as mulheres. Não senhor. É de apanágio geral que esta doença se alastrou a grande parte da população portuguesa. É como um fungo. Quanto mais houver para comer, mais ele se alastra. E hoje, mais de metade dos portugueses ficou surdo em relação a ideias, chamadas de atenção, correcções, simples palavras....

E sem razão aparente!

Eu gostava de saber era...

PORQUÊ?

Será tão dificil ouvir as palavras dos outros, ou é a verdade mais perigosa do que gostamos de aceitar? Seja como for...a surdez veio e temo que vá ficar.

Eu culpo os políticos! Se não fossem as mentiras deles, tenho a certeza que a verdade seria muito mais bem aceite. Ou haveria menos surdez! Claro que a culpada pode ser a anónima que aqui anda, que é surda crónica e não sabe também ler...

Mas a verdade é que temos um problema...

É que estou farto de ver gente falar para o boneco.

Toca mas é a ligar o aparelhinho minha gente

A verdade doi...mas é tão melhor!

publicado por Psyhawk às 20:13

Ao longo da minha infância a palavra engenheiro sempre significou, com pretenção de quem a dizia, uma pessoa com um certo estilo de vida. Não significava que a mesma tinha estado na faculdade a tirar engenharia, que se tivesse formado nesse mesmo curso, ou que tivesse fosse o que fosse. Era apenas um título, que a bem da verdade, os denominados cagões, até nos cheques metiam. Fossem ou não fossem engenheiros!

Pois bem, se a carga positiva deste "cargo" já não era grande coisa, ...desde há umas semanas, ficou pior... porque agora, significa... mentiroso?

Pelo menos, desde que o nosso primeiro, o Seu Sócrates, resolveu fazer uma alteração pequenina no seu belo diploma..ainda para mais a caneta (mas que feio!). Pelo menos a ver pelas pagelas que alguns jornais rebuscaram por ai!

Verdade ou não, (sobre o seu título de engenheiro) o nome desta nobre profissão foi denegrido. Por isso, estou mesmo a ver, a partir de agora é tudo arquitecto!  É o mais provavel num pais que adora mostrar os galões antes dos conhecimentos.

Mas pelos vistos há mais e se calhar este não é o único senão do nosso primeiro. Que revelações bombásticas terá a UNI para fazer amanhã? Ou estará apenas a livrar a pele. É que há muita gente por ai a dizer que bastavam alguns euros por debaixo do tapete para se saltarem anos, obterem notas a cadeiras e até ser promovido.

Meu Deus...e ainda querem que acreditemos neste ensino!?

publicado por Psyhawk às 19:28

15
Abr 07

 

Para me prender à televisão, nos dias de hoje, é mesmo muito difícil.

Porém este sábado fiquei coladinho ao ecrã quando estreou Heroes. Uma mistura de Lost, drama series e uma série de outras coisas que interessam a qualquer um, que goste de uma boa história.

Infelizmente a TVI colocou-o logo a seguir ao jornal da tarde, o que para muito português significa não ver. Mas também já deviamos estar habituados. Se fosse uma porcaria qualquer em português, tipo bela e o monstro, já teria lugar no horário nobre, mas como é algo verdadeiramente bom...

Enfim...

Mas para quem gosta de boa intriga, histórias supreendentes, bons enredos e excelentes personagens aqui fica uma hipótese de se colar ao ecrã!

 

Na TVI aos Sábados!

publicado por Psyhawk às 13:56

Abril 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
14

21

22
28



subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO