Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

19
Jan 08

 

Killa- Cherish feat. Yung Joc

 

 

Feedback- Janey Jackson

publicado por Psyhawk às 13:45

 Out of My head- Ashlee Simpson

 

 

 

With You- Chris Brown

publicado por Psyhawk às 13:42

Ás vezes tenho a certeza que nunca vou chegar a lado nenhum.

Que a minha vida é um circulo entre pequenos fracassos e ligeiros sucessos, mas que nunca cresce em direcção nenhuma. É como se eu fosse um daqueles ratinhos fechados nas gaiolas, com aquelas malditas rodas, que eu sempre achei que os punham mais malucos do que eles já realmente são.

Quando finalmente a minha vida parece estar a acertar-se, eis que isto ou aquilo dão-lhe um abanão de incertezas que me deixa de tal forma desfalcado de forças , e de esperanças e só me apetece desistir, atirar-me para debaixo da cama e ficar lá até que o mau tempo passe.

Eu sei que seria cobardia, por isso tenho enfrentado tudo de peito erguido, como se de um lutador de kickboxing de alta competição.

Mas começo a cansar-me...

Na verdade o que queria era um ano perfeito...365 dias sem problemas, como vejo tanta gente por ai ter. Ou então desparecer, e fazer como aqueles americanos...tirar um ano sabático e viajar por ai, desaparecer deste mundo e ir crescer para outro lado...

Quando? Quando?

 

publicado por Psyhawk às 12:51

17
Jan 08

Entre a incerteza que vou ser feliz e a certeza absoluta que odeio monotonia, vejo que os 33 vão começar a dar-me com força...

publicado por Psyhawk às 23:07

Se há realizador que sempre me irritou foi este senhor.

Conheço filmes dele há carradas de anos (não digo década que parece que sou velho que nem um caroço de uma ameixa mirrada), mas a verdade é que a sua neurose e histórias de gente neurótica nunca me fizeram sequer esboçar um sorriso. Nem quando estavam cheias de caras conhecidas como Julia Roberts, Emma Thompson, Bette Midler... o homem tinha a capacidade de tirar a piada toda a qualquer história, por mais hilariante que esta tentasse ser.

Podem-lhe chamar génio, uma mente do outro mundo... e a mim, insultar-me de burro e outras coisas similares que eu não me importo. A verdade é que por muito que eu tente, e eu nem sou parvo de todo, não percebo este tipo de comédia ou drama social (como lhe quiserem chamar) que o senhor inventou!

Lamento!

Porém, recentemente um dos filmes dele chamou-me a atenção: chamava-se Scoop. E deixei-me mergulhar na história.

 A tal ponto que quando desta vez estreou o Cassandra's Dream, com o Ewan McGregor e o Collin Ferrel fiquei com vontade de ir ver a obra do senhor ao cinema.

Ainda para mais porque o teaser e a apresentação eram mesmo muito bons.

Assim, com a minha amável Rititi lá fui eu.

E posso-vos dizer que tudo o que tinha começado a pensar de bom deste realizador desapareceu depois desta pequena, mas ridícula película.

Oh filme chato; Oh história mais mal feita! Oh tristeza.

O que podia ser um momento brilhante de cinema transformou-se numa banalidade cénica mais parecida com um telefilme produzido pela TVI, do que para Hollywood.

Era cliché atrás de cliché...e nem eram bem feitos.

 A história, que nos primeiros minutos até parecia promissora, ao fim de 30 desaba numa parvoice sem nexo com um final, infelizmente, mais que esperado e parvo do que se poderia pensar!

O pior é chegar a esse fim...é que embora a peliculazita tenha apenas 95 minutos, são os mais longos da história do cinema.

Confesso que quando cheguei cá fora quase que me bati! Que irritação. Estava pelos cabelos. E se não fosse saber que a sessão seguinte começava só dali a hora e vinte tinha-me metido outra vez noutra sala, para ver nem que fosse uma comédia, daquelas, americana, muito parvas. Sempre era melhor do que aquele Sonho da Cassandra!

Vai-te Woody...e não voltes. Please!

publicado por Psyhawk às 01:22

O meu banco anda a dar comigo em doido... e olhem que é quase impossível, já que maluco já eu ando, com tantas horas que passo no meu emprego.

Agora resolveram enviar-me vezes sem conta cartões de multibanco, que eu não pedi, não quero e embora gostasse de ter, não tenho dinheiro para lá enfiar.

Inicialmente até achei que me queriam dar um prémio ou qualquer coisa do género...ingenuidades.

Até me aperceber que me andam a comer da conta.

Ainda não fui lá, porque sem ser comer e trabalhar, a minha vida tem-se limitado aos transportes públicos e a dormir...vida pessoal já nem existe. Por isso hoje, que tive uma abertura de cinco ou dez minutos, meti-me ao telefone a tentar esclarecer a situação.

E conhecem a sensação de que por muito que expliquem ninguém vos está a ligar nenhuma? Foi mais ou menos a que tive hoje quando expliquei ao gajo, que estava a substituir o meu administrador de conta o que se passava. Senti-me um verdadeiro burro a olhar para o palácio... é que não havia qualquer resposta do outro lado.

Eu bem tentei sinais de fumo, bonequitos, eu sei lá...mas do outro lado a frase que mais ouvi foi: "não estou a perceber bem porque é que está a reclamar".

Com isto tudo resignei-me...e sexta feira vou fazer a vida do gajo um inferno...pessoalmente.

Como se eu nem tivesse mais nada que fazer...

publicado por Psyhawk às 01:13

13
Jan 08

Ao andar pela noite de Lisboa nunca me senti realmente ameaçado. Já tive um sustito ou outro, mas felizmente tudo não passou disso mesmo: um susto.

Porém, também não sou de me meter à doida por ai, nos piores bairros da zona, e quando há confusão, garanto que me vejo fora dali rapidamente. Não sou cobarde, mas tenho amor á minha pele....

Contudo hoje a coisa podia ter corrido mal.

Deixei uma amiga no metro, e imediatamente assim que cheguei ao corredor que me levava à estação que pretendia, senti-me vigiado. Quatro pares de olhos não me largavam, mas não percebia porquê. 

Um era alto e desengonçado ou outro parecia ter saido daqueles filmes antigos, que retratam a gente de Alfama dos antigamentes. Feio que nem breu, baixinho e com ar de mau.

 

Assim que pus os pés na estação em si mesma não me largavam.

Eu ia para a direita...eles também. Eu ia para a esquerda eles seguiam alguns minutos depois. Estava marcadinho!

 

Senti-me tenso, nersoso e quase desisti de ir de metro e me meter num taxi. Mas não havia grandes hipóteses, pois pensei que se saisse dali seria seguidinho e depois...já sabem como é... Escapa, parecia não haver!

Por isso mesmo entrei no metro.

Mas ia meio cá meio lá. Os meus olhos não largavam aqueles dois tipos estranhos que tinha, eu imaginado, me iam assaltar assim que pudessem.

Ia assustado, não nego e a imaginar como na minha estação lhes escapar. Imaginei diferentes cenários, mas confesso nenhum era propriamente muito feliz. Tinha a certeza que ou era mesmo rápido e ágil ou estava...feito!

Mas ás vezes a sorte sorri-nos!

Para minha sorte entraram os cobradores. E eles foram apanhadinhos na rede. Escapei, mas garanto que o meu coração ainda bate bem depressa.

Chiça!

publicado por Psyhawk às 01:00

11
Jan 08

Não vos irrita quando as pessoas são falsas sinceras?

Daquelas que vos mentem com todos os dentes que têm, e sabem que o estão a fazer...e mais..sabem que vocês sabem?!

Eu conheço uma...aliás, até devo conhecer mais... mas há uma com quem lido com frequência e se antes apenas me chateava durante uns segundos, nos últimos tempos mexe comigo.

É daquelas pessoas que, e o exemplo não podia se rmelhor, disse que amava roxo a vida toda. Quando um dia a confrontamos com isso, por uma razão qualquer, jura a pés juntos que sempre amou amarelo!

 Dá-me cabo da caximónia!

Como é que se pode ser assim tão básico.

Mais, quando lhe fazemos ver que sempre amou roxo, que até há citações escritas por ela, juras, eu sei lá mais o quê, prova por A + B que não disse nada daquilo...mesmo que ao lado todos estejam a dizer. "disseste, disseste"

É preciso muita lata!

publicado por Psyhawk às 01:17

...a caminho do manicómio eu vou!

Esperem só para ver...

Vou estar amarradinho e tudo!

mas alguém esperava algo diferente?

É que eu...NÃO!

 

publicado por Psyhawk às 01:16

08
Jan 08

A culpa é da Marita...

Ela colocou o Streets of Fire...eu ponho este video foleiro da Bonnie Tyler.

Péssimo...mas a música é mesmo á minha medida

 

publicado por Psyhawk às 00:07

Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

14
15
16
18

21
23
24

28
29
30


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO