Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

22
Out 07

Eu realmente não compreendo algumas pessoas. Não consigo, que querem.

O senhor não me parecia inculto nem nada que se parecesse, mas o acto que tomou deixou-me aparvalhado.

Estava eu no balneário quando vejo um homem chegar a protestar. Tinham-lhe roubado os ténis, dizia. Fiquei chateado, porque sempre julguei o ginásio seguro, e preocupado pois temia que um dia me acontecesse o mesmo.

Foi assim que me senti por 30 segundos...

...até perceber a história.

Um dos rapazes lá do Holmes veio tentar perceber o problema do homem e aqui fica a conversa:

- Então o que é que lhe roubaram

- Uns ténis!- diz indignado o homem- Eram novinhos e de boa marca.

- Então, mas mexeram-lhe no cacifo, foi?

- No cacifo?- perguntou o homem como se aquilo fosse algo do outro mundo

- Sim. Abriram o cacifo? Mexeram-lhe no seu espaço?

- Não!- respondeu indignado, fazendo o rapaz parecer parvo

- Então explique lá- pediu o rapaz um pouco aparvalhado

- Eu quando vou tomar banho deixo sempre os meus ténis aqui fora. Debaixo do meu cacifo, para apanharem ar. Nunca demoro mais de 10 minutos. E hoje chego aqui e roubaram-mos!

- Mas não estavam no cacifo?- repetiu o rapaz

- Já lhe disse que não Estavam aqui em baixo!

O rapaz rebolou os olhos

- Mas o senhor sabe que aqui estão à mercê de qualquer um que passe. basta uma pessoa mal intencionada.... Dentro do cacifo estão seguros. Por isso é que as pessoas do Holmes tem um cadeado e um cacifo. para que isto não acobteça. Dentro dos cacifos os objectos estão seguros... se vai ausentar-se dos seus pertences mais do que uns minutos, não convém deixar nada á mão de semear. Para que não aconteçam estas coisas.... percebeu?

- Eu quero lá saber- dizia o homenzito- Quero os meus ténis. Como é que é possível que os senhores achem isto normal. Eu pensei que isto era seguro.

- E é- disse o rapaz. - Mas é ainda mais quando as coisas estão dentro dos cacifos, especialmente as coisas de valor...como os seus ténis.

A luta continuou mais uns 15 minutos.

Confesso que depois me aborreci.

Não me apetecia ouvir o ignorante do homem. Ou ele pensava que por estar num balneário a mão alheia não existia?

Ele pensava que os cacifos eram para o quê? Fazer crescer o oxigénio?

Há gente que não devia ter direito a ter cérebro!

publicado por Psyhawk às 22:09

9 comentários:
ahahahha, lindo, é uma verdade que gente burra é que não falta por aí!
Belita - party-girl a 24 de Outubro de 2007 às 10:47

Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
12
13

15
18
19
20

23
25
27

28
29
30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO