Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

06
Dez 07

Em todas as ruas te encontro

Em todas as ruas te perco

Conheço tão bem o teu corpo

Sonhei tanto a tua figura

Que é de olhos fechados que eu ando

A limitar a tua altura

E bebo a água e sorvo o ar

Que te atravessou a  cintura

Tanto    tão perto    tão real

Que o meu corpo se transfigura

E toca o seu próprio elemento

Num corpo que já não é seu

Num rio que desapareceu

Onde um braço teu me procura

 

publicado por Psyhawk às 16:51

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
14
15

17
18
19
21

23
24
27
29

30


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO