Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

17
Jan 08

Se há realizador que sempre me irritou foi este senhor.

Conheço filmes dele há carradas de anos (não digo década que parece que sou velho que nem um caroço de uma ameixa mirrada), mas a verdade é que a sua neurose e histórias de gente neurótica nunca me fizeram sequer esboçar um sorriso. Nem quando estavam cheias de caras conhecidas como Julia Roberts, Emma Thompson, Bette Midler... o homem tinha a capacidade de tirar a piada toda a qualquer história, por mais hilariante que esta tentasse ser.

Podem-lhe chamar génio, uma mente do outro mundo... e a mim, insultar-me de burro e outras coisas similares que eu não me importo. A verdade é que por muito que eu tente, e eu nem sou parvo de todo, não percebo este tipo de comédia ou drama social (como lhe quiserem chamar) que o senhor inventou!

Lamento!

Porém, recentemente um dos filmes dele chamou-me a atenção: chamava-se Scoop. E deixei-me mergulhar na história.

 A tal ponto que quando desta vez estreou o Cassandra's Dream, com o Ewan McGregor e o Collin Ferrel fiquei com vontade de ir ver a obra do senhor ao cinema.

Ainda para mais porque o teaser e a apresentação eram mesmo muito bons.

Assim, com a minha amável Rititi lá fui eu.

E posso-vos dizer que tudo o que tinha começado a pensar de bom deste realizador desapareceu depois desta pequena, mas ridícula película.

Oh filme chato; Oh história mais mal feita! Oh tristeza.

O que podia ser um momento brilhante de cinema transformou-se numa banalidade cénica mais parecida com um telefilme produzido pela TVI, do que para Hollywood.

Era cliché atrás de cliché...e nem eram bem feitos.

 A história, que nos primeiros minutos até parecia promissora, ao fim de 30 desaba numa parvoice sem nexo com um final, infelizmente, mais que esperado e parvo do que se poderia pensar!

O pior é chegar a esse fim...é que embora a peliculazita tenha apenas 95 minutos, são os mais longos da história do cinema.

Confesso que quando cheguei cá fora quase que me bati! Que irritação. Estava pelos cabelos. E se não fosse saber que a sessão seguinte começava só dali a hora e vinte tinha-me metido outra vez noutra sala, para ver nem que fosse uma comédia, daquelas, americana, muito parvas. Sempre era melhor do que aquele Sonho da Cassandra!

Vai-te Woody...e não voltes. Please!

publicado por Psyhawk às 01:22

3 comentários:
Não podia concordar mais contigo... mas só nesta frase "Podem-lhe chamar génio, uma mente do outro mundo... e a mim, insultar-me de burro "...

ehehehehheheheh
Sugarfree a 17 de Janeiro de 2008 às 17:19

Janeiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

14
15
16
18

21
23
24

28
29
30


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO