Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

27
Set 05

A primeira série estava cheia de contradições, erros de casting, mas de uma forma ou outra conseguiu agarrar miudos e graúdos, tornando-se uma máquina de fazer dinheiro para a TVI.


Depois veio a série de verão. Era mais do mesmo. Até enjoava, mas os corpinhos à mostra puseram os miúdos e miúdas loucos.


A segunda série tentou não repetir os mesmos erros da primeira. Mas inicialmente até custava a ver, tal eram as más performances dos actores. A coisa lá foi andando, passo ante passo, até que, apesar de ter saído do horário nobre, se tornou num fenómeno brutal, desta vez dirigido ao público certo. A representação era na maioria das vezes dolorosa... mas o que se pode esperar de um casting repleto de modelos sem experiência, nem sequer uma ida ao teatro amador? Seja como for a coisa vingou de tal maneira que os últimos dias de gravações dos meninos e meninas da segunda dose, reforçados entretanto por alguns actores de um peso maior (Madalena Brandão, Inês Castel Branco e Paulo Rocha), eram obrigados a fugir da turba de fãs que rodeava as gravações. Isto se não tivermos em conta os D'ZRT...


Estamos na terceira série. Não se aprendeu nada no casting. Mais modelos, pouca experiência e muitos canastrões por todo o lado. Até dói a forma como fazem sair cada linha de diálogo. Safam-se alguns...aprenderam depressa, graças certamente á direcção artística, que tem sido sempre incansável. Mas mesmo assim, falta ali qualquer coisa, que dê alento a uma história que começou logo morna. O pior mesmo são as mázinhas de serviço que não convencem nem o mais entedeado espectador. É que se os heróis devem ser bons, os vilões devem ser ainda melhores...não é este o caso. O que faz de Nelson tem já garantido o voto de pior actor do ano!


No entanto há que bater palmas pelos três principais- Bia, Madalena e Tiago- que em poucos episódios subitamente começaram a representar, e aos meninos que andam pelo bar (não consigo saber ainda o nome de toda a gente), com excepção do Dino, que é absolutamente atrós, que dão um calor diferente à coisa. Quanto aos grafittis... esqueçam! Está que nem se pode naquele departamento. Não porque a arte seja má, mas pelos diálogos, pelos actores e pela forma como se está a conduzir a história... de fugir!


 Não vai ser um fracasso, se tivermos em atenção as audiências destes primeiros dias. Isso é uma garantia. Mas...será que para a próxima não podem fazer um casting a verdadeiros actores- eu sei que não devem ser tão bonitos, mas devem ser deveras mais convincentes!- e dar-lhes também uma hipótese?


É que assim a série vai começando a ficar sem açúcar...porque temos que reconhecer, que a história que desta vez é contada...é para lá de má. Pode ser que a coisa mude. Mas como da TVi não se pode esperar muito, e da casa da criação também não...


A ver vamos,...mas para já, nem chantili nem açúcar!

publicado por Psyhawk às 20:14

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Setembro 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

13
15
16

18
19
20
23

28
30


subscrever feeds
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO