Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

29
Mai 05
Duran Duran.jpg

Foi com alguma surpresa que vi o Coliseu dos Recreios cheio. Esperava uma sala composta, mas não repleta de fãs, ávidos de música cheia de sabores a anos oitenta e uma nova dose de frescura vinda dos 90!
Eles não são os U2 que tiveram uma promoção massiva e excessiva que levaram pessoas a esperar horas a fio em filas de espera para receberem um "está esgotado. Não há mais"! Eles são os icones dos anos oitenta que muito esqueceram mas que sempre fizeram músicas brilhantes, inesquecíveis e que fizeram o Coliseu vibrar, mesmo quando se tocavam os novos singles. Eles são os Duran Duran!

Abrir com Reach Up (The Sunrise) foi talvez o mais sensato. Era isso que os fãs queriam. Chegar aos céu onde o sol se põe para os alcansar. Depois entre velhos êxitos, como Reflex, Girls on Film, Wild Boys, Rio, Planet Earth, Come Undone, Rio, Ordinary World, e outros foram encaixotando singles menos conhecidos como The Summer, Astronaut e What Happens Tomorrow que se as rádios fossem tão gráxistas como são com os U2 se tornariam êxitos instantâneos, tal é o seu poder de agarrar as massas!

Disse numa mensagem anterior que tinha sido brilhate e volto a dizer. Simon Le Bon, Nick Rhodes, John e Andy Taylor... estavam lá so cinco originais (peço desculpa por ter um lapso e não me lembrar do nome do baterista) a dar o seu melhor, tal como haviam feito dezenas de vezes até 1984! E passados mais de 20 anos ainda em forma. Simon e John ainda sabem por qualquer miúda louca.

Foi engraçado ver que os mais velhos, também fizeram questão de estar presentes nesta data especial. Não que o público fosse composto de teenagers...aliás, longe disso! Eram os vintões e os trintões que governavam aquelas paragens e que saltaram, pularam, e gritaram como qualquer miudo de 12 anos. O bonito mesmo, foi ver um casal dos seus cinquenta e poucos tão louco como todos os outros e quando Save a Prayer tocou deixarem cair umas lágrimas...pois foi ao som daquela música que se haviam conhecido ou casado...eram fãs desde então e sabiam todas as letras de cor.

Peço desculpa..mas queria ver isto nos u2! E não sei se vai ser possível...

Se não se lembram bem do que é este fenómeno vão oas discos...aos vinis e lembrem-se...os Duran Duran estão cá para durar....

publicado por Psyhawk às 23:26

4 comentários:
Não sei porque é que misturas os U2 com os Duran Duran. Alhos e bogalhos, parece-me. Os U2 foram vítimas da própria hype que rodeia os seus concertos que para variar realmente valem por toda a publicidade que recebem. Mas fora isso não tem nada a ver.
Há no entanto uma coisa no teu texto que não pode passar em branco. Não vai haver pessoas emocionadas com as canções dos U2, especialmente se pensarmos que há quem os acompanhe há vinte anos?!Pensa bem e diz-me lá se isso faz algum sentido quando falamos da maior banda de rock do mundo na qual canta aquele que na minha opinião é o melhor vocalista do mundo. Não, babe. Aqui não tens razão.mandras
</a>
(mailto:mandras@iol.pt)
Anónimo a 30 de Maio de 2005 às 21:17