Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

11
Abr 05
Estamos numa de discutir coisas sérias. É a altura ideal para mudar alguns hábitos dos portugueses e algumas leis. A Holanda é um bom exemplo de uma nação que viu diminuir o número de toxicodependentes e o consumo de drogas duras. Tudo porque abriu as suas leis e tornou legal o consumo das drogas leves.... aquilo que em Portugal se designa por charrito.
Afinal porque condenamos o consumo deste estupfaciente quando outros, como o álcool e o tabaco aplaudimos? É tão viciante o primeiro como os seguintes. E não está provado que o consumo de um charrito em festas, de vez em quando, leve ao consumo de drogas pesadas... é apenas uma ligação leva por seu lado ao quê? Á ingestão de álcool etílico?
Acho que em todos os meus 30 anos apenas consumi drogas, umas 3 ou 4 vezes... e há mais de 10 anos e todos os que vi, que o fizeram, coisas leves falamos, não degeneraram em figuras horripilantes e em viciados loucos. Tornaram-se pessoas normais.

Sei que esta é uma discussão que vai levar muito tempo a chegar ao parlamento, embora muitos já falem sobre ela. Mas não custa por o povo a discutir...
publicado por Psyhawk às 13:27

3 comentários:
Liberalizar ou Não liberalizar as drogas leves?

No meu entender e no entender de muitos Portugueses achamos que tudo é uma verdadeira hipocrisia. Todos sabemos que existe drogas nas prisões, pois fala-se em redução e minimização de riscos, mas essas drogas são ilegais (cocaína e heroína)

Bem tudo isto é muito ESTRANHO.

Porquê?

Muitas pessoas conseguem determinados estatutos a custa destas questões, mas o estranho é que não se resolve nada, pois ninguém politicamente tem coragem para assumir uma verdadeira posição sobre este assunto. Isto é para todos os políticos sem excepção.

Em Portugal temos o IDT (Instituto da Droga e Toxicodependência), que no campo da prevenção se limita a agradar algumas pessoas e enpalhaçar nas poucas coisas que faz. Mas frutos, resultados, nem por telescópio.

Drogas são substâncias que actuam no Sistema Nervoso Central levando a que o consumidor possa fazer consumos duros ou leves.
Assim,... pode ser mais perigoso o álcool (consequência: cirrose hepática) ou tabaco (consequência: cancro do pulmão) do que o consumo pontual de erva ou haxixe.

Mas porque isso acontece? Porque esta legislação punitiva para algumas drogas?
-Interesses económicos (talvez)
-Para dar trabalho a parasitas (talvez)
-Para criar mais cargos políticos (talvez)
-Bem tanta coisa se podia dizer,...

O que propunha,...
UMA POSIÇÂO FIRME E FUNDAMENTADA

Eu não sou consumidor, mas se fosse não entenderia porque um toxicodependente pode consumir na prisão e alguém que seja um trabalhador honesto não possa consumir uns charros de vez em quando,...

MARQUEM POSIÇÃO PARA SEREM ESCLARECIDOS POR QUEM TEM ESSA RESPONSABILIDADE.

Evite: a palhaçada

PS: Obrigado pela oportunidade de participar neste tema, os fóruns permitem a possibilidade de sermos mais honestos nas nossas ideologias.
Anónimo a 18 de Junho de 2009 às 19:04

Boas... Descobri este blogue e depois de ler fiquei com vontade de comentar...
portanto, tenho 25 anos e comecei a fumar haxixe com 18 anos.
Desde essa altura ate aos dias de hoje confesso que a minha quantidade de consumos aumentou muito. Fumo muito mais agora do que quando comecei. No entendo sou frequentador de festas e todo tipo de coisas e nunca consumi outro tipo de drogas, conheco muitas pessoas que usaram outro tipo de drogas e ficaram agarradas. No entanto sou exemplo que não são as drogas leves que implicam o consumo de outras drogas mais pesadas. Isso parte da mentalidade de da informação que passa e portugal. Porque comprar cannabis a Cocaina, MD, cogumelos...? etc. Não tem logica esse fundamento. Todas sáo diferentes e com efeitos completamente diferente. A mim as drogas leves não me alteram a forma de pensar e agir, não conheço ninguem k parta tudo com drogas leves. Conheço pessoas que se beberem uns copos de whisky ficam fora de si, ficam agressivos, estupidos, etc. se pegam num carro sao um perigo, e gente que consome drogas leves pega num carro de forma normal e melhor... não se chateia com o carro do lado que esta a por tudo em perigo que se calhar ate bebeu uns whiskys. Eu sou a favor da liberação das droga leves. Diminuiria muito o consumo de drogas pesadas ou pelo menos ajudaria a não aparecer novos consumidores de drogas duras. Porque haveria muito mais informação dos tipos de drogas, e sendo liberalizada acabaria com os grandes traficantes em portugal. Se portugal investi-se na plantação já que somos dos melhores agricultores do mundo. o preço sendo acessivel faria com que os traficantes não conseguisem vender seus produtos porque ninguem ia querer comprar caro. Será que um traficantes venderia 1g de erva por 5€? Ñ. Portugal só teria a lucrar, faria contros de plantação e entraria muito dinheiro nos cofres do estado... neste caso vemos traficantes a enriquecerem e o nosso pais sempre a afundar na crise. Holanda é mesmo um dos exemplos a seguir... acham que eles vão proibir o consumo alguma vez? nunca! É o ponto maior do turismo lá, senão houvesse lá drogas, acredito que ninguem lá iria de certeza. Os nossos politicos que abram os olhos e mudem portugal pra melhor. Sou a favor da liberalização... se um dia houver referendo eu voto sim com certeza.
Anonimo a 3 de Fevereiro de 2013 às 16:38

Abril 2005
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
14
15
16

18
23

24
25
26
28


mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

3 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO