Onde todos podem uivar o que quiserem... vejam por mim!

15
Fev 06
Durante anos a fio, especialmente enquanto era pequeno achava que era um dos grandes prazeres da vida. Era inocente, pobre de mim.

Com o tempo fui descobrindo os pequenos desagrados da vida ao andar neste meio de transporte. O mau cheiro, os assaltos algo frequentes, o tempo de espera imenso, etc, etc, etc

Quando entrei na faculdade habituei-me à coisa, simplesmente porque tinha amigos por aquela zona(refiro-me a zona onde passa esta coisa)...e como as viagens não eram assim tão fequentes, era tipo um fait divers

Depois veio o meu local de trabalho naquela zona...
Durante meses não me queixei até que começaram as obras há sencivelmente duas semanas.
Acabou o sossego.
Não há uma única carruagem a chegar a horas e já não há paciência.
O percurso que costumava demorar 45 minutos, hoje passou para duas horas e meia... e pelo que sei nem foi mau de todo, pois havia pessoas a queixar-se de demoras maiores. E depois quando olhamos bem para a razão destes atrasos, são umas simples obras que nem chegam realmente a afectar a circulação do bicho!
Pior, as ligações entre as linhas, devido aos atrasos ficaram totalmente comprometidas e agora é que nunca chego mesmo a horas ao trabalho. Haja pachorra! Vamos lá andar com isto para a frente. Quero poder voltar a estar em paz e sossego no comboio e não ter que me preocupar com atrasos.
publicado por Psyhawk às 21:31

4 comentários:
Eu até nem tenho nada a ver com isto, mas eis que ao ler a crítica construtiva da srª Rita me deparei com um erro!!! Ora "destes", do verbo dar, não me parece muito bem, pois não?
Aqui fica, para quem ainda não sabe, a conjugação do verbo dar:
Eu dei
TU DESTE (e não destes)
ele deu
(...)KCPowerpuff
</a>
(mailto:bitxos@hotmail.com)
Anónimo a 19 de Fevereiro de 2006 às 22:56

Lamento que o combóio te ande a dar conta do juízo. Pensa que vai ser ultrapassada a questão e essas obras poderão até vir a beneficiar-te de alguma forma.

Eu também ando de combóio todos os dias e, comparando com outros meios de transporte, acho aquele uma maravilha.

Quanto à forma como escreves, não te preocupes demais. Isto é um blog, não é uma carta ao Presidente da República. É um espaço para nos descontrairmos. Passa pelo meu blog. Linkei o teu.Eunice Marujo
(http://burrodoaranha.blogs.sapo.pt)
(mailto:eunice.marujo@sapo.pt)
Anónimo a 18 de Fevereiro de 2006 às 19:16

Olá, Rita. Parece-me que uma pessoa que quer ensinar aos outros alguma coisa, daí este cuidado em apontar ferramentas de melhoramento e afins, devia aprender uma coisa. Por vezes quando não temos nada de simpático para dizer, mais vale estar calado. Infelizmente não há uma morada na net onde se poder aprender isto senão teria todo o gosto em divulgá-la.
Fica bem.mandras
</a>
(mailto:mandras@iol.pt)
Anónimo a 18 de Fevereiro de 2006 às 11:39

Olá Hugo, bom dia. Desculpa de antemão o que te vou dizer mas já não é a primeira vez que venho ao teu blog e verifico que para além de não construíres muito bem frases dás bastantes erros ortográficos, o que vindo dum "jornalista" é grave, pelo que sugiro que antes de publicares um post pelo menos te dês ao trabalho de verificar em http://www.flip.pt/FLiPOnline/tabid/96/Default.aspx , se destes erros.

Fica bem.Rita
</a>
(mailto:rita.costa.s@clix.pt)
Anónimo a 16 de Fevereiro de 2006 às 12:53